Esportices
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Esportices
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Esportices
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Carmelo Anthony 'abandona' segurança, sobe o morro e mostra favela ao mundo

Chuchu Beleza
há um ano2 visualizações

Os atletas do Dream Team estão hospedados numa embarcação se luxo no Rio e só andam sob enorme escolta policial. Até evitam saídas fora de hora. Mas o astro Carmelo Anthony parece 'em casa' e está curtindo ao máximo a cidade maravilhosa.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

O astro da seleção fez uma visita ao Morro Santa Marta, zona Sul do Rio, fez questão de tirar uma foto sentado numa cadeira no local e mandou o recado para os preconceituosos que criticam e temem as favelas.

“Eu descobri que o que a maioria das pessoas chama de arrepiante, assustador e sinistro eu chamo de confortável, acolhedor e de lar. #UmDiaUmaVidanasFavelas”, escreveu o jogador.

Carmelo Anthony 'abandona' segurança, sobe o morro e mostra favela ao mundo

Carmelo ainda fez questão de visitar o local no qual Michael Jackson gravou o clipe de "they Don't Care About Us", ao lado do Olodum, em 1995.

O jogador ainda visitou a quadra da comunidade e fez questão de bater bola com as crianças do Santa Marta. Sempre simpático e sorridente.

Carmelo Anthony 'abandona' segurança, sobe o morro e mostra favela ao mundo

Ele teve o rosto grafitado num muro e 'renovou' as energias.

Carmelo Anthony 'abandona' segurança, sobe o morro e mostra favela ao mundo

7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada

Disputar uma Olimpíada em casa, sob o calor da torcida e o apoio da família é o sonho de muitos atletas. Mas há o ônus da pressão por conquista. E muitos brasileiros parecem estar sentindo o peso da cobrança.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Apenas num dia (16 de agosto), os brasileiros viram cinco candidatos a medalha - quatro favoritos ao ouro - darem adeus ao sonho olímpico. Outros deram adeus ainda na primeira semana e provavelmente mais algum baque ainda veremos até o fim dos Jogos do Rio. 

Todos choraram, assimilaram o baque, mas tiveram o consolo dos gritos de Brasil, Brasil e um ombro amigo com palmas de reconhecimento. Sim, apesar do pouco investimento, nossos atletas se superam, mas são cobrados em demasia e às vezes esmorecem.

Temos de lamentar as derrotas, concordo, mas no lugar das críticas, reconhecer o que de bom sempre recebemos desses times/atletas.

Enfim, veja a lista de quem acabou decepcionando na Rio 2016:

Futebol feminino
Nossas meninas tinham a grande chance de, enfim, buscar o ouro inédito para coroar Marta e Cristiane. Ainda mais após a queda dos Estados Unidos. Mas a atacante se machucou, chegou cambaleante à semifinal, e a equipe esbarrou num forte paredão defensivo da outrora freguesa Suécia, de quem sempre ganhamos (na fase de classificação, Marta e cia venceram por 5 a 1). O jogo foi para os pênaltis, e o Brasil perdeu por 4 a 3. Resta a consolação de buscar o bronze. 

7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada
7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada

Handebol feminino
A mesma história de quatro anos atrás: primeira fase impecável e queda diante da quarta colocada do outro grupo nas quartas. Após jogos arrasadores, ganhando de potências como a campeã olímpica Noruega, perdemos "para nós mesmos" como justificou o técnico Morten Soubak. Nervoso em quadra, o Brasil errou demais diante da Holanda (atual vice-campeã mundial, há de se ressaltar). Uma pena, essa geração de campeãs mundiais merecia melhor sorte em uma Olimpíada. 

7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada

Vôlei de Praia
A Olimpíada nem começou e a garantia era: teremos quatro medalhas no vôlei de praia. Uma pressão desnecessária nas nossas duplas, que realmente são muito boas e já confirmaram presença nas duas finais. Acontece que esse fardo desnecessário atrapalhou e custou a eliminação de Pedro Solberg e Evandro ainda nas quartas de final (já tinham feito uma fase de grupos aos trancos e barrancos) e de Talita e Larissa na semifinal diante das alemãs Ludwig e Walkenhorst - apesar das alemãs serem a atual dupla número 2 do mundo, as brasileiras eram consideradas favoritas.  

7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada
7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada

Judô
O Brasil ganhou três medalhas no judô, é bem verdade, mas mesmo assim esperava-se mais. A campeã olímpica de Londres/2012 Sarah Menezes era a maior aposta de ouro e nem bronze trouxe, assim como Tiago Camilo que tinha tudo para subir ao pódio olímpico pela terceira vez. Mayra Aguiar trouxe o bronze quando todos imaginavam o ouro. Não devem ser criticados, afinal esporte é assim, mas que ficou um gostinho de decepção no ar, ah, ficou. .

7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada
7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada

Vôlei Feminino
Por essa ninguém esperava. Talvez a maior barbada desta Olimpíada, nossas meninas vinham jogando o fino do vôlei. Conquistaram o Grand Prix e chegaram às quartas no Rio sem perder um set sequer e com belas surras em fortes rivais, como a Rússia. Mas numa noite infeliz, esbarraram no bom bloqueio chinês e despediram-se de forma precoce. Bem triste, ainda mais porque Sheilla e Fabiana já anunciaram a aposentadoria da amarelinha. Duas bicampeãs olímpicas que não se despedem como gostariam. Mas assim é o esporte e por isso que a gente se maravilha tanto com ele, não é?

7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada

Salto com vara
OK, Thiago Braz conquistou um ouro que ninguém esperava. Mas a grande expectativa da modalidade, mais uma vez, recaía sobre Fabiana Murer. A campeã mundial fez a melhor marca de sua vida há um mês no Troféu Brasil, com 4,87m e assumiu o primeiro lugar do ranking da modalidade. No Rio, era certeza de medalha. Mas um problema de saúde (hérnia) a impossibilitou de saltar 4,55m em três chances. Depois de perder as varas em Pequim e reclamar do vento em Londres, Murer deixa mais uma Olimpíada sem medalha. Não era a aposentadoria que imaginava certamente - ainda mais porque vai ter de conviver eternamente com as críticas por essas atuações abaixo do esperado em Olimpíadas. 

7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada

Vela
Robert Scheidt queria fechar seu ciclo olímpico aos 43 anos, com a sexta medalha em seis edições das Olimpíadas, não importava a cor, e se preparou muito para isso. Mas o brasileiro fez algumas regatas muito ruins no Rio, terminando acima do 20° lugar. Nem a vitória na chamada "medal race" (a regata final e mais importante) evitou que o brasileiro se classificasse apenas na quarta posição. Mesmo assim, segue sendo um herói nacional.

7 modalidades onde o Brasil não conseguiu confirmar favoritismo nessa Olimpíada

#Rio2016 #Brasil #medalhas #judo #vela #volei #futebol #marta

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
Chuchu.Beleza
Equipe Storia Brasil