TV

Narcos está ainda melhor, e Netflix anuncia mais duas temporadas

Daniel Akstein
Автор
Daniel Akstein

Lançada na sexta-feira, 2/9, a segunda temporada de Narcos já fez muitas pessoas passarem o final de semana numa maratona para assistir aos 10 episódios da série. E, poucos dias depois, eis que a Netflix avisa que as duas próximas temporadas já estão garantidas, soltando um teaser daquilo que já imaginávamos: agora falaremos do Cartel de Cali.

Se na primeira temporada vemos um Pablo Escobar exercendo todo o seu domínio sobre a Colômbia, e a série mostrando como ele construiu seu império, agora vemos um traficante já no seu declínio, desde que ele fugiu da Catedral até sua morte. E Wagner Moura está ainda melhor como Escobar.

A Netflix nunca escondeu que o personagem principal iria morrer nesta segunda temporada, e contar isso está longe de ser spoiler – afinal, o seriado é baseado em uma história real, apesar de muito romantismo e alguns personagens fictícios entrarem em cena.

Desde o começo desta temporada, percebemos que o cartel de Pablo já não é o mais forte da Colômbia e que a concorrência com Cali é ainda maior. Os rivais de Escobar fazem uma parceria com guerrilheiros, que se denominam Los Pepes – e vemos alguns policiais colombianos/americanos trocando informações com eles justamente porque o alvo final era Pablo e seus sicários. O problema, lógico, é que a Colômbia se viu no meio de uma guerra entre traficantes e a polícia, aumentando ainda mais o banho de sangue.

É interessante ver a expansão do Cartel de Cali e a derrocada do Cartel de Medellín. Ver como a CIA ajudou a colocar armas poderosas nas mãos de traficantes que queriam ver Pablo morto; entrar na onda do que é ou não é moral quando o assunto é capturar um bandido: os fins justificam os meios? Com Wagner Moura e José Padilha na direção, não tem como não se lembrar de Tropa de Elite.

Narcos está ainda melhor, e Netflix anuncia mais duas temporadas

A humanização dos personagens é ainda maior nesta temporada. O agente Peña ganha destaque, enquanto o agente Murphy fica sozinho e vê sua família voltar aos EUA. E Escobar é retratado como um bom marido e pai de família ao mesmo tempo em que suas ações vão se tornando cada vez mais desorganizadas enquanto o cerco se fecha ao seu redor – e sua popularidade no país vai caindo após ações de violência contra o próprio povo.

A agonia e o medo estão estampados no semblante de Wagner Moura / Pablo Escobar: é o desespero de quem perdeu tudo de uma hora para a outra, de quem já não sabe mais o que fazer. Os 10 episódios contam os últimos 18 meses da vida do traficante, e chegamos até a lamentar a morte do personagem principal: mas pelo motivo de que queríamos ver mais dessa série tão foda!

Claro que Narcos não vai acabar, e já sabemos que a próxima temporada irá se aprofundar no que aconteceu após a queda do Cartel de Medellín. Resta saber se Gilberto Orejuela, líder do Cartel de Cali, terá o mesmo peso e carisma que teve Pablo Escobar na série. Wagner Moura vai fazer falta.

#narcos #escobar #netflix