HUMOR

Sem prazo de validade: turista vai à Disney com ingresso de 1994

Daniel Akstein
Yazar
Daniel Akstein

Em 1994, o Brasil chorava a morte de Ayrton Senna e depois comemorava o tetra da seleção brasileira de futebol. Faz tempo, né? Tempo que passou para a americana Chelsea Herline, que em 94 tinha 4 anos de idade e, por estar doente, perdeu um dia de passeio no parque da Disney. Vinte e dois anos depois, eis que ela voltou ao famoso complexo de diversão. E com o mesmo bilhete de antes!

Pouco tempo atrás, o pai de Chelsea descobriu o bilhete antigo ao fazer uma limpeza no porão de casa. Como já tinha a viagem marcada para a Disney agora, ele resolveu fazer um teste. Afinal, a entrada não mostrava nenhuma data de validade.

Sem prazo de validade: turista vai à Disney com ingresso de 1994

O passe chamado Park Hopper era para ser usado nos quatro dias de férias da família em 1994. No último dia, Chelsea ficou doente e não foi ao parque. Desta vez, ela voltou à Disney e levou o mesmo bilhete de 22 anos atrás, um bilhete bem velho e com sua assinatura e foto de criança, mas ainda em bom estado. 

Para sua surpresa, ela perguntou na bilheteria se poderia entrar no parque com o ingresso velho e a resposta foi positiva."Como não tem uma data de expiração no ingresso, pensei que havia uma pequena chance do pessoal do parque me deixar entrar", disse a moça recentemente, após a tentativa obtida com sucesso. "Só não achei que seria tão fácil."

A única coisa que a Disney fez foi trocar o velho ingresso de papel por um ticket eletrônico. E Chelsea conseguiu economizar cerca de US$ 110, o valor para entrar no parque. Será que mais alguém tem um ingresso perdido e não utilizado por aí?

Sem prazo de validade: turista vai à Disney com ingresso de 1994

#disney