Isso é muito Black Mirror
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Isso é muito Black Mirror
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
    • Reportar esta pasta de histórias
Isso é muito Black Mirror
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Garota mata namorado com tiro em 'brincadeira' para o YouTube

DeTudoUmPouco
há 4 meses5.3k visualizações

Pior: aparentemente, foi ideia dele.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Garota mata namorado com tiro em 'brincadeira' para o YouTube

Dois jovens desprovidos de inteligência, uma arma calibrada e um canal no YouTube: uma combinação fatal. O norte-americano Pedro Ruiz, de 22 anos, morreu ao levar um tiro no peito da namorada, Monalisa Perez, de 19, durante a gravação de um vídeo que seria publicado. Aí você me pergunta: como? Por quê?

ELES ACHAVAM QUE UM LIVRO NO PEITO DE PEDRO PARARIA A BALA. 

Monalisa ligou para a polícia na noite de segunda-feira (26 de junho), dizendo que havia atirado e matado sem querer o namorado durante uma gravação. Grávida de sete meses, a moça explicou que eles queriam fazer um vídeo perigoso, que pudesse viralizar, e que a ideia de atirar através de um livro foi de Pedro.

Há um tweet de Monalisa de segunda à noite em que ela diz isso:

"Eu e Pedro vamos provavelmente gravar um dos vídeos mais perigosos de todos os tempos. Ideia DELE, não MINHA."

Mesmo assim, Monalisa não escapou da cadeia. Ela foi indiciada por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) de segundo grau. A polícia tem o vídeo da morte, mas ainda não deu detalhes sobre o conteúdo. Monalisa disse em depoimento que Pedro acreditava que o livro pararia a bala porque já havia testado um outro livro com um tiro.

Além do filho que Monalisa está esperando, o casal teve outra criança. As duas crescerão longe de seus pais, pelo simples desejo de viralizar.

8 coisas que você deveria deletar do seu Facebook

DeTudoUmPouco
há 6 meses2.5k visualizações
8 coisas que você deveria deletar do seu Facebook
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Tem muita gente louca por aí. Sim, você sabe disso. Então por que continua oferecendo gratuitamente, por livre e espontânea vontade, todas as informações relevantes sobre a sua vida para qualquer um que queira te prejudicar? Estas são as oito coisas que você precisa deletar da sua página no Facebook:

1. Número de telefone

Sim, o Facebook tenta vencer pelo cansaço e te convencer de todas as formas possíveis e imaginárias que adicionar seu telefone ao seu perfil é super legal. Até você começar a receber ligações de estranhos ou ter seu smartphone hackeado.

2. Onde você trabalha

É legal você ter orgulho de onde trabalha. Mas não precisa marcar a página, que tem o endereço. Caso alguém esteja de olho nos seus bens materiais ou estilo de vida através das suas fotos e queira te roubar, é só te esperar do lado de fora do prédio. Sem falar no caso das mulheres, em que assalto é a menor das preocupações.

3. Fotos de parentes crianças

Essa é difícil, eu sei, sou uma tia muito orgulhosa. Mas pedofilia existe, existe pra caramba, e eles usam muito as redes sociais para obter material e adulterá-lo. A blogueira Thais Ventura, por exemplo, tomou um susto ao perceber que fotos que ela havia publicado de seus filhos e dela mesma amamentando haviam parado em sites de pedofilia em Israel.

4. Onde seus filhos estudam

Se já é perigoso algum crimonoso em Israel ter acesso às suas fotos, imagine saber a localização dos seus filhos? Não corra esse risco.

5. Serviços de localização

Não se engane, o Google e o Facebook sabem exatamente onde você está o tempo todo. Mas é bom dificultar que a informação chegue a estranhos. Deixe para publicar fotos de um local bacana quando você já tiver saído de lá e chegado em casa. Nem toda imagem precisa ser acompanhada de um tag que contém o endereço do lugar. Sem falar quando você publica que está viajando para uma cidade e sempre aparece um mala que mora lá fica te enchendo o saco dizendo "mas nem me avisoooou, vamos nos encontraaaaaar".

6. Seus planos de viagem

Vai viajar? Não precisa fazer um post anterior explicando que dia você vai, quanto tempo vai ficar e quando volta. Neste caso, não é só para evitar stalkers: as empresas de seguro podem usar estes posts contra você em caso de roubo ou outro tipo de crime durante a viagem. Tipo a Kim Kardashian publicando fotos das suas joias antes de sofrer o roubo das mesmas.

7. Detalhes do cartão de crédito

Quem administra páginas e patrocina posts precisa cadastrar um cartão de crédito no Gerenciador de Negócios do Facebook. Se possível, não use o seu cartão pessoal. Se for necessário, pegue aquele com limite pequeno e fácil de cancelar.

8. Fotos de cartões de embarque e de ingressos de shows

Acredite ou não, mas o código de barras do seu cartão de embarque contém dados pessoais seus, que você compartilhou com a companhia aérea. Alguém que manja dos #paranauês pode rastreá-los a partir desta foto. No caso dos shows, alguém pode replicar aquele código e entrar no espetáculo no seu lugar.

Pode dizer que é paranoia. Mas é tecnologia.

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
DeTudoUmPouco
Equipe Storia Brasil