Tênis é para loucos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Tênis é para loucos
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Tênis é para loucos
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

DeTudoUmPouco
há um ano37 visualizações

Falta pouco!

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

É impossível falar de Wimbledon sem citar Roger Federer, recordista de títulos no torneio, ao lado de Pete Sampras. Assim como o Grand Slam britânico, o suíço exala finesse e tradição. Não é à toa que a Nike costuma preparar os figurinos mais exuberantes de Roger para a grama do All England Club.

Alguns talvez passaram um pouquinho do ponto e ficaram com um pé (ou dois) na breguice, mas agora podemos olhar para trás e, bem, rir. Entre ternos brancos, jaquetas, pulôvers e coletes de lã, Federer também marcou história na moda de Wimbledon. Vamos destacar os melhores momentos:

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

Federer já havia vencido Wimbledon três vezes e todo mundo sabia que ele seria tetracampeão em 2006. Por isso, a Nike deu à sua estrela este blazer cor baunilha, com uma espécie de brasão dourado com um "F" no meio, para que ele entrasse em quadra como um tenista dos velhos tempos.

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

No ano seguinte, eles repetiram a ideia, mas já com o logo "RF" que conhecemos ao invés daquele estranho de 2006. Quem diria que, no ano seguinte, o troféu estaria com o moço da direita?

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

Sai terno e entra o cardigan em 2008, com uma bolsa estilosa além da raqueteira. A roupa é linda, mas as memórias daquele ano não são das melhores para Federer.

Agora chegamos no melhor ano: 2009!

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

Não há palavras, apenas sentimentos.

Vamos olhar a jaqueta com mais carinho:

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

Para o aquecimento, ele tirava a jaqueta e... TEMOS UM COLETE!

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

Só que, na hora de levantar o troféu, ele usou só esta jaqueta esportiva linda mesmo:

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

As roupas de realeza voltaram em 2011, finalmente deixando o dourado de lado. Os detalhes verdes combinavam com o uniforme que Federer usava para jogar:

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

Eles continuaram com a pegada 'tio suíço' na temporada seguinte:

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

Porém, a Nike decidiu injetar um laranja nas roupas de 2013, até colocando um solado da cor vibrante no tênis de Federer. A direção do torneio vetou o calçado, mas deixou esta jaqueta com botões e zíperes ao mesmo tempo. #conceitual

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

Federer voltou a um estilo mais clean ano passado, usando uma jaqueta esportiva normal com detalhes em preto:

Relembre os figurinos mais chiques (ou bregas) de Federer em Wimbledon

E nós já sabemos o que vem por aí nesta temporada. Temos blazer de volta, com logo dourado e costura em volta!

Adoro quando tenistas não tem medo de expressar sua personalidade, seja com um jeito mais refinado ou sujão. O importante é ser você mesmo. E, no caso de Federer e Wimbledon, estamos falando de um par perfeito.

#wimbledon #tennis #federer #fashion #moda 

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

DeTudoUmPouco
há um ano46 visualizações
11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Você viu por aqui a triste lista dos melhores tenistas da história que nunca venceram Roland Garros, e agora é a vez de ver quem nunca levantou a taça de simples no All England Lawn and Tennis Club. O piso de grama sempre foi um enigma para muitos tenistas que transitavam bem entre a quadra dura e o saibro, então não é surpresa que muitos dos presentes neste texto tiveram sucesso nos outros três Slams. Aos nomes:

Justine Henin

Há quem diga que Henin só voltou a jogar em 2010 só para fechar sua galeria de Slams, mas #infelizmentenãodeu. A belga chegou a duas decisões em Wimbledon. Em 2001, perdeu para Venus Williams, com direito a “pneu” no terceiro set. Já em 2006, ano em que disputou as quatro finais de Majors, Henin caiu diante da francesa Amelie Mauresmo (repetindo o resultado da final do Australian Open). No final das contas, ela ficou com ~~~apenas~~~ sete Slams.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Ivan Lendl

Em 1986 e 1987, o tcheco fez finais de todos os Slams, exceto na Austrália. Ele teve sucesso em Roland Garros e no US Open, mas foi barrado nas duas oportunidades em Londres por dois mestres do saque e voleio: Boris Becker e Pat Cash. As duas finais foram vencidas pelos adversários de Lendl em sets diretos. O único gostinho de título em Wimbledon para o tcheco foi quando ele treinou Andy Murray durante a campanha vencedora do britânico em 2013.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Jennifer Capriati

A norte-americana era uma tenista bem completa, venceu dois títulos em Melbourne e um em Paris, mas nunca passou das semifinais em Londres (e Nova York). Houve uma grande diferença entre as duas semis de Capriati em Wimbledon: a primeira foi em 1991, com derrota para a argentina Gabriela Sabatini, e a segunda foi em 2001, com revés diante de Henin, logo após vencer Serena Williams. Apesar de não ter saído com título, Capriati contou com os pontos da campanha para alcançar a liderança do ranking pouco tempo depois.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Monica Seles

É muito difícil falar da carreira de Monica Seles sem soltar um “e se?”. Sua única final em Wimbledon foi disputada em 1992, com derrota rápida para Steffi Graf. Como sabemos, um ano depois, Seles foi esfaqueada por um mané que se dizia fã de Graf e teve sua meteórica trajetória profissional interrompida. Em seu retorno, ela conseguiu disputar finais nos outros três Slams, vencendo o nono da carreira no Australian Open em 1996. 

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Mats Wilander

Só faltou Wimbledon na coleção de Slams do sueco, ex-número 1 do mundo. As melhores campanhas dele em Londres foram três quartas de final, entre 1987 e 1989. Seus algozes foram Pat Cash, Miloslav Mecir e John McEnroe. Porém, ele pode falar que triunfou nas duplas ao lado de Joakim Nystrom em 1986.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Jim Courier

O norte-americano realmente nunca foi um favorito na grama, mas finalmente conseguiu disputar uma final em Wimbledon em 1993. Azar: seu adversário foi ninguém menos que seu compatriota Pete Sampras, recordista de troféus no torneio, ao lado de Roger Federer.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Ken Rosewall

Vencedor de oito títulos de Slam entre os anos 50 e 70, Rosewall perdeu QUATRO finais em Wimbledon. Ouch. A primeira foi em 1954, para o tcheco Jaroslav Drobny. Dois anos depois, foi tombado pelo compatriota Lew Hoad. Já na Era Aberta, em 1970, o culpado foi outro australiano, John Newcombe. Por fim, Jimmy Connors negou a última chance de Rosewall em 1974. Quase um Andy Murray no Australian Open.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Guillermo Vilas

O maior tenista argentino de todos os tempos venceu os outros três Slams, mas fracassou em Londres. Vilas só chegou às quartas de final em Wimbledon, nos anos de 1975 e 1976, e perdeu para o norte-americano Roscoe Tanner e para o sueco Bjorn Borg.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Kim Clijsters

Olha só, alguém que estava na lista de Roland Garros! A belga venceu na Austrália, foi tricampeã no US Open e vice de Roland Garros. Já em Londres, foi eliminada em duas semifinais: em 2003 para Venus Williams e em 2006 para Justine Henin. Realmente, vencer Wimbledon na era das Williams e de Henin com um jogo de fundo não era uma tarefa fácil.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Ilie Nastase

Campeão de Roland Garros e do US Open, Nastase disputou duas decisões em Wimbledon: em 1972, caiu em cinco sets contra o norte-americano Stan Smith. Quatro anos depois, foi vítima de Bjorn Borg. Mas mesmo assim ele tem lugar no Camarote Real.

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Hana Mandlikova

A tcheca também teve o gostinho de levar os outros três Slams nos anos 80, mas foi negada em Londres em duas finais. Também, que dureza dividir época com Chris Evert e Martina Navratilova, as responsáveis por seus vice-campeonatos. De qualquer forma, ela nos deixou esta foto maravilhosa:

11 grandes tenistas da história que nunca venceram Wimbledon

Menções honrosas: Gustavo Kuerten, Pancho González, Andy Roddick e Tony Roche.

#wimbledon #tennis #tenis

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
DeTudoUmPouco
Equipe Storia Brasil