ESPORTES

São Paulo detona arbitragem. Veja mais erros contra brasileiros na Libertadores

Fábio Tava Hecico
Autor
Fábio Tava Hecico

O São Paulo se despediu da Libertadores com duas derrotas diante do Atlético Nacional e muito, mas muita reclamação contra a "arbitragem tendenciosa".

São Paulo detona arbitragem. Veja mais erros contra brasileiros na Libertadores

Sim, o clube do Morumbi depositou na conta da árbitros sua eliminação. Mesmo com missão ingrata de ter de acabar com invencibilidade dos colombianos em casa e em desencantar como visitante na Libertadores.

São Paulo detona arbitragem. Veja mais erros contra brasileiros na Libertadores
São Paulo detona arbitragem. Veja mais erros contra brasileiros na Libertadores

Claro que um erro não justifica o outro é os clubes do País são perseguidos há tempos na competição. Mas teria sido mesmo por causa de um possível pênalti não marcado em Hudson a queda Tricolor?

Há quem diga que não foi nada no lance. E quem garante que sairia o gol? São-paulinos afirmam que com 2 a 1 e um homem a mais a história seria diferente em Medellín. Eles até expulsaram o autor do pênalti.

Claro que o jogo poderia ter um rumo diferente, mas enquanto não tivermos um presidente da CBF para defender o País na Conmebol, seremos "garfados" anos e mais anos.

A expulsão de Maicon no jogo de ida já havia sido bastante contestada pelo excesso de rigor do árbitro.

Assim como no segundo jogo da semifinal, veja outros jogos nos quais os brasileiros foram ou sentiram-se prejudicados na Libertadores.

São Paulo x Vélez Sarsfield

Na decisão de 1994, no Morumbi, zagueiro argentino coloca a mão na bola dentro da área e árbitro ignora o pênalti que poderia garantir o tricampeonato seguido aos paulistas.


Boca Juniors x Palmeiras

Ubaldo Aquino prejudicou bastante o Palmeiras diante do Boca Juniors em 2001. O paraguaio deixou os argentinos baterem, ignorou agressão de Burdizo em Marcos, inventou um pênalti para os donos da casa e ignorou um claro para os palmeirenses.


Atlético-MG x Newell's Old Boys

Árbitro deixou de dar dois pênaltis para os mineiros no Independência, um em Jô e outro em Diego Tardelli. Mesmo assim time fez 2 a 0 e avançou à final nos pênaltis.

Tijuana x Palmeiras

Jogador mexicano deu entrada dura em Wesley dentro da área, pisando no pé do volante e o pênalti foi ignorado. No duelo de volta um gol legítimo de Kleber foi anulado.


Cruzeiro x San Lorenzo

Mineiros foram eliminados em 2014 com empate por 1 a 1 no Mineirão, mas reclamaram muito a não marcação de dois pênaltis, em Júlio Baptista e Marcelo Moreno.

Emelec x Fluminense

Equatorianos ganharam por 2 a 1 graças a um pênalti inventado de Carlinhos em Mondaini.


Corinthians x Boca Juniors

Carlos Amarilla anulou gol legítimo de Paulinho, deu impedimento inexistente em lance que Romarinho faria um gol e não deu pênalti claro em mão na bola de zagueiro do Boca Jrs e outro em empurrão no Sheik em eliminação nas oitavas de 2013.