FUTEBOL

Culpa do técnico? Após quase 3 meses de jejum, time estreia treinador e... ganha

Author

Treinador de futebol tem de ser competente e amigo dos boleiros, senão é fritado e derrubado. Jogador quando quer faz, sim, o comandante perder o emprego. Com corpo mole e a falta de resultados positivos. Não posso afirmar que essa escrota regra do futebol tenha ocorrido no Borussia Dortmund, mas bastou a troca para a vitória vir, após quase três meses.

Peter Bosz perdeu o emprego esta semana após acumular 9 jogos sem vitórias e a eliminação precoce na Champions League na primeira fase. Foram só dois triunfos nos últimos 15 jogos.

Números ruins. Mas seu substituto, Peter Stöger, vinha de sequência ainda pior, sem um mísero triunfo em 14 partidas pelo Campeonato Alemão. E recém-demitido no Colônia. Estreou findando esse incômodo jejum.

Sim, torcedor, o Borussia Dortmund sem Bosz, ganhou. Coincidência ou sacanagem? Jamais saberemos, mas o apaixonado torcedor finalmente festejou três pontos que não vinham desde o dia 30 de setembro. Fora de casa, com 2 a 0 diante do Mainz 05, gols de Papastathopoulos e Kagawa.

Culpa do técnico? Após quase 3 meses de jejum, time estreia treinador e... ganha
Culpa do técnico? Após quase 3 meses de jejum, time estreia treinador e... ganha
Culpa do técnico? Após quase 3 meses de jejum, time estreia treinador e... ganha
Culpa do técnico? Após quase 3 meses de jejum, time estreia treinador e... ganha
Culpa do técnico? Após quase 3 meses de jejum, time estreia treinador e... ganha
Culpa do técnico? Após quase 3 meses de jejum, time estreia treinador e... ganha

Fotos: Twitter oficial