FUTEBOL

É raro vermos um gol olímpico. Na Itália tivemos dois num jogo em três minutos

Author

Para quem ama futebol, comemorar um gol diferenciado é motivo de orgulho. Sempre vemos de bicicleta, com chute no ângulo ou após belos trocas de passes. Mas é raro presenciarmos uma bola na rede em cobrança de escanteio, o famoso gol olímpico. Pois os deuses do futebol resolveram nos presentear com logo dois numa mesma partida do campeonato italiano. Algo raro na história para equipes diferentes.

Bologna e Fiorentina se enfrentaram no estádio Renato Dall'Ara neste domingo e, num intervalo de três minutos, as torcidas dos dois times puderam comemorar um gol olímpico. O famoso toma lá, dá cá.

A visitante Viola foi quem abriu o marcador primeiro. Aos 41 minutos do primeiro tempo, no lado esquerdo do campo, Veretout ajeitou a bola e bateu, com curva. Ela encobriu o goleiro Mirante, bateu na trave e entrou.

A resposta veio aos 44 com Pulgar, também do lado esquerdo de ataque. O jogador apostou na curva, mas a batida foi no primeiro pau e contou com falha do goleiro Sportiello, que se posicionou mal e não conseguiu se recuperar a tempo para espalmar o chute direto.

O jogo histórico só poderia ser definido em outro gol "diferenciado". O jovem Chiesa partiu para cima dos adversários, se livrou de dois marcadores, um deles ficou no chão, e deu a vitória à Fiorentina acertando belo chute no ângulo. Confira:

É raro vermos um gol olímpico. Na Itália tivemos dois num jogo em três minutos
É raro vermos um gol olímpico. Na Itália tivemos dois num jogo em três minutos
É raro vermos um gol olímpico. Na Itália tivemos dois num jogo em três minutos
É raro vermos um gol olímpico. Na Itália tivemos dois num jogo em três minutos

Fotos: Twitter/Bologna e Fiorentina