FUTEBOL

Ele foi cortado do trágico voo da Chapecoense. Um ano depois anota gol de título

Yazar

Todos os times brasileiros estão prestando um tributo às 71 vítimas do trágico voo da Chapecoense, neste fim de semana. Dia 29 completa-se um ano do pior dia do nosso futebol. Nada trará a vida daquelas pessoas de volta, mas as homenagens servem de consolo e carinho às famílias. E coube a um jogador que estaria naquele voo, a autoria do gol do título do América-MG, na Série B.

O zagueiro Rafael Lima defendeu a Chapecoense por cinco temporadas e só não embarcou no voo da LaMia para a Colômbia por causa de uma lesão. Foi cortado dias antes pelo técnico Caio Junior. O destino salvou sua vida e fez questão que ele fosse o responsável por bela homenagem aos familiares dos ex-amigos.

"Dedico esse título à minha família, dedico a Deus, que me capacitou, mas principalmente a esse grupo que merece muito esse acesso. Quero agradecer a todo mundo que me trouxe para cá", começou seu discurso emocionado.

Depois, fez questão de homenagear os ex-companheiros que fizeram parte de sua vida e estão guardados no nosso coração. "E quero dedicar para as famílias de todos aqueles guerreiros que perdemos. Não faço mais parte da Chapecoense, mas tenho muitos amigos também, esposas de ex-companheiros… Esse título é um pedacinho de vocês também.”

O gol do capitão definiu o triunfo por 1 a 0 sobre o CRB e o título aos mineiros, no Independência. O Inter ficou em segundo e Ceará e Paraná completaram o acesso.

O destino nos prega algumas peças dolorosas, que custamos entender. Desta vez foi algo bom para uma homenagem mais do que merecida à Chapecoense.

Ele foi cortado do trágico voo da Chapecoense. Um ano depois anota gol de título
Ele foi cortado do trágico voo da Chapecoense. Um ano depois anota gol de título
Ele foi cortado do trágico voo da Chapecoense. Um ano depois anota gol de título
Ele foi cortado do trágico voo da Chapecoense. Um ano depois anota gol de título

Fotos: Twitter/América-MG