FUTEBOL

Eles já encantaram o mundo com futebol inovador. Agora só vão à Copa com milagre

Author

O mundo se encantou com o futebol dinâmico e envolvente da Holanda na Copa de 1974. Vice campeã daquele ano, a Laranja Mecânica do astro Johan Cruyff deixou torcedores e críticos surpresos com sua proposta diferenciada de jogar futebol. Sem posições fixas, seus jogadores 'giravam' no campo sem parar e não davam chances aos rivais. O 'caldo secou' e agora dificilmente (a chance é quase zero) veremos a seleção que todos querem que ganhe uma Copa, na competição russa de 2018. O milagre teria de ser gigante.

Como tudo é possível no futebol, não dá para dizer que os holandeses estão eliminados. Mas cá para nós, tirar 12 gols de saldo da Suécia na Amsterdã Arena é algo fora da realidade. Impossível. A vitória teria de ser por 7 gols de diferença, quantia de gols sofrida pelos suecos somando os nove jogos disputados.

Para piorar, o futebol holandês é bem fraquinho e sofrido. Diante da frágil Bielorrússia, o triunfo foi sofrido, por 3 a 1, com a vantagem no marcador vindo só aos 39 do segundo tempo. Em contrapartida os suecos estão embalados por surra de 8 a 0 diante de Luxemburgo e ainda disputam com a França o primeiro lugar e a vaga direta (franceses somam 20 pontos diante de 19 dos suecos e somente 16 dos holandeses).

Finalista diante da Espanha e em terceira no Brasil, a Holanda buscará apenas uma despedida honrosa já que até o craque Robben já jogou a toalha. "Uma grande desilusão", afirmou, revelando ser "doloroso" não ir à Copa. Teremos de escolher um segundo time para torcer.

Eles já encantaram o mundo com futebol inovador. Agora só vão à Copa com milagre
Eles já encantaram o mundo com futebol inovador. Agora só vão à Copa com milagre
Eles já encantaram o mundo com futebol inovador. Agora só vão à Copa com milagre
Eles já encantaram o mundo com futebol inovador. Agora só vão à Copa com milagre
Eles já encantaram o mundo com futebol inovador. Agora só vão à Copa com milagre

Fotos: Twitter oficial