FUTEBOL

Sai um, vem outro. Brasileirão caminha para mudança de times paranaenses

Yazar

Desde a edição de 2005 que o Brasileirão não conta com a participação dos três grandes clubes paranaenses juntos. E a história deve se repetir em 2018, mas com grande chance de mudança entre os representantes. O Paraná Clube 'voa' na Série B e está muito perto do acesso, enquanto o Coritiba afunda na elite e a possibilidade de queda cresce cada vez mais.

Sai um, vem outro. Brasileirão caminha para mudança de times paranaenses

Fotos: Jason Silva e Cleber Yamaguchi/Agif

Após grande vitória diante do líder Internacional, por 1 a 0, o Paraná assumiu a segunda colocação da Série B e, empurrado por sua torcida ( está levando quase 40 mil pessoas ao estádio em média nos últimos jogos), vem numa crescente impressionante na competição.

A equipe que chegou a figurar próxima à faixa de risco da tabela foi passando adversários um a um para se transformar em forte candidata ao acesso. Desde 2008, quando disputou a Série B pela primeira vez após o rebaixamento, nunca a chance de subir foi tão real. Faltam 10 rodadas para a concretização do sonho.

Sai um, vem outro. Brasileirão caminha para mudança de times paranaenses

Foto: Twitter/Paraná Clube

Sai um, vem outro. Brasileirão caminha para mudança de times paranaenses

Foto: Paraná Clube

Em contrapartida, o Coritiba parece fazer esforço enorme para 'conquistar' o rebaixamento do qual vem escapando apenas no fim nos últimos anos. Depois de apelar para sal grosso, contratações às pencas e troca de comando, o que falta o clube fazer após sete rodadas sem ganhar?

De posição cômoda no meio da tabela, o Coxa despencou para penúltimo colocado após o jejum de triunfos - quatro derrotas e três empates. E o futebol apresentado não sugere boa coisa no futuro.

Sai um, vem outro. Brasileirão caminha para mudança de times paranaenses

Foto: Cleber Yamaguchi/Agif

Sai um, vem outro. Brasileirão caminha para mudança de times paranaenses

Foto: Cleber Yamaguchi/Agif

Ao que tudo indica, o verde e branco dará lugar ao azul e vemelho na elite em 2018. Mas como no futebol tudo é possível, que um fique esperto e o outro reaja.