FUTEBOL

Time troca técnico que não vencia por treinador recém demitido por... não ganhar

Yazar

Nunca tente imaginar o que passa na cabeça de um dirigente de futebol. Os poderosos dos clubes fazem coisas que até Deus duvida. Os alemães do Borussia Dortmund podem até recolocar o time no trilho das vitórias, mas a atitude que tomaram após o nono jogo sem triunfos da equipe é digno de comédia. Eles demitiram um treinador após série de tropeços e anunciaram a chegada de um novo comandante demitido de um rival recentemente também por sequência sem ganhar.

O famoso seis por meia dúzia. Se um técnico não serve por somar nove jogos sem vitórias, qual a lógica de trazer um que também não sentia há tempos o gostinho da soma dos três pontos?

Irônico, no mínimo. Alguns podem tratar como incompetência, "média", falta de visão, ajuda a um amigo... O futuro vai mostrar se a escolha do Dortmund pela demissão de Peter Bosz com apenas quatro meses de serviço foi a correta. E se a escolha de Peter Stöger, também.

O austríaco caiu no Colônia há uma semana pelo mesmo problema de Bosz: a carência de vitórias. O Borussia demitiu um treinador com jejum de nove jogos e escolheu um que não somou um mísero triunfo nos últimos 14 duelos da Bundesliga. Ruim com Bosz, pior sem ele?

Time troca técnico que não vencia por treinador recém demitido por... não ganhar
Time troca técnico que não vencia por treinador recém demitido por... não ganhar

Fotos: Twitter/Borussia Dortmund