FUTEBOL

Vergonha nacional! Brasileirão tem mesmo número de times e de trocas de técnicos

Author

Todo começo de ano é a mesma coisa: dirigentes prometem mudar a péssima mania de demitir treinadores. A CBF até acenou com regra para proibir um comandante de dirigir mais de dois clubes por ano. Dito isso, a constatação que nosso futebol é uma vergonha: o Bahia acaba de substituir Preto Casagrande por Paulo César Carpegiani e o Brasileirão agora tem o mesmo número de times e de trocas de técnicos: 20.

Vergonha nacional! Brasileirão tem mesmo número de times e de trocas de técnicos

Não, você não entendeu errado. São 20 mudanças de treinadores em 26 rodadas. É como se todos os times já tivessem feito uma troca. E, pior, com tanto time ameaçado de rebaixamento (mais da metade), esse triste número pode aumentar.

Dá para contar nos dedos quais times não engrossaram essa péssima e deselegante estatística. Apenas Avaí, Corinthians, Palmeiras, Botafogo, Fluminense, Cruzeiro e Grêmio começaram a competição e estão com o mesmo técnico.

O Bahia é o caso mais vergonhoso. Carpegiani será o quarto treinador na competição. Antes, passaram por lá Guto Ferreira, Jorginho e Preto Casagrande.

Alguns times já estão no terceiro comando, casos de Chapecoense (Vagner Mancini e Vinícius Eutrópio caíram), Vitória (Petkovic e Alexandre Gallo), Atlético-PR (Paulo Autuori e Eduardo Baptista), Atlético-MG (Roger Machado e Rogério Micale) e Atlético-GO (Marcelo Cabo e Doriva).

Por fim, vem a turma de uma mudança: as equipes que optaram por uma única troca foram São Paulo (Rogério Ceni), Santos (Dorival Jr.), Vasco (Milton Mendes), Flamengo ( Zé Ricardo), Coritiba (Pachequinho), Ponte Preta (Gilson Kleina) e Sport (Ney Franco).