FUTEBOL

Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio

Yazar

O Lanús desbancou o poderoso River Plate e disputará a final da Libertadores pela primeira vez na história. Chega à decisão com virada histórica após estar perdendo por 2 a 0 no jogo e 3 a 0 na série semifinal. O time buscou o 4 a 2 e agora seu técnico já está em clima de "é campeão!" e desdenha do provável rival, o Grêmio.

Jorge Almirón não se intimidou com os 3 a 0 dos gaúchos em Guaiaquil, diante do Barcelona, há uma semana, e deu aquela provocada básica de equipes argentinas.

"Vi o Grêmio de noite. Se passarmos pelo River não vai ser tão complicado", mandou, desdenhando da força do time brasileiro e garantindo que o título ficaria com um dos representantes argentinos.

A primeira parte da meta ele cumpriu com a surpreendente classificação. Resta saber se sua equipe terá essa tamanha força na decisão. Campeão da Copa Sul-Americana e do Campeonato Argentino, ele está com moral para falar. Mas, às vezes, isso joga contra.

Uma ressalva: o Lanús avançou à decisão com a polêmica da utilização do árbitro do vídeo. Acertadamente, o pênalti do quarto e decisivo gol foi anotado após a utilização do VAR. Mas o recurso foi ignorado quando o River Plate ganhava por 2 a 0 e também teve um pênalti a seu favor, não marcado.

Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio
Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio
Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio
Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio
Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio
Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio
Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio
Virada histórica coloca time de técnico provocador no caminho do Grêmio

Fotos: Twitter/Conmebol