FUTEBOL

Zagueiro faz "palhaçada", é expulso, Ponte Preta leva virada e cai para Série B

Yazar

O zagueiro Rodrigo adora se envolver em confusão. Já brigou com muita gente, bateu boca e até quis bater no técnico Milton Mendes recentemente. No jogo mais importante para a Ponte Preta no ano, ele resolveu "aparecer", fez palhaçada que acabou custando a queda da equipe e a revolta dos torcedores. Não devia mais pisar em Campinas.

Num Moisés Lucarelli lotado e em festa com vantagem momentânea de 2 a 0 no placar diante do Vitória, o defensor foi de uma imensa irresponsabilidade. Rodrigo quis "imitar" o chileno Jara, que deu uma dedada em Cavani, e fez o mesmo com Tréllez aos 19 minutos de jogo. Acabou expulso ao ser "entregue" pelo quarto árbitro.

Com a maior cara de pau após a palhaçada, inaceitável para qualquer profissional, ele jurava ao árbitro que nada tinha feito. Esqueceu que são várias as câmeras espalhadas pelo campo. A TV flagrou sua imbecilidade.

Provocou um rival e fez sua (ex) equipe pagar com a pior das consequências. Tréllez ajudou com dois gols para o Vitória, que virou o "confronto direto" contra o rebaixamento para 3 a 2 e acabou mandando a Macaca Querida para a Segundona.

A Ponte Preta foi rebaixada pela campanha ruim, é bem verdade, mas poderia chegar na rodada decisiva viva contra o vexame. Fazia sua parte. Rodrigo não permitiu ao tentar apelar para a péssima mania da catimba. A culpa é dele, sim senhor.

Zagueiro faz "palhaçada", é expulso, Ponte Preta leva virada e cai para Série B