RELACIONAMENTOS

A motivação de cada um

Helena Sordili
Author
Helena Sordili

Em cada fase da vida somos movidos por um tipo de motivação. Quando pequenos só queremos brincar e a motivação é se divertir.

Quando somos adolescentes podemos ter motivações emocionais/setimentais, os estudos (com bons resultados) e por aí vai.

Na vida adulta, assim que nos formamos e começamos a trabalhar, procuramos motivações que nos façam realizados profissionalmente.

A motivação de cada um

Falando assim parece que vivemos compartimentados, mas a verdade é que vivemos tudo ao mesmo tempo. Se o lado profissional vai bem, seria lindo que o lado emocional também seguisse nesse sentido e vice-versa.

Acontece que, além de aprendermos a viver com as pequenas felicidades - as felicidades das pequenas coisas do dia-a-dia, precisamos aprender que a vida adulta é cheia de nuances e coisas boas e não tão boas o tempo todo.

As motivações precisam ir além da idealização da vida perfeita, ultrapassar a barreira do ser feliz em tudo.

Andou circulando um texto sobre uma pessoa que, em teoria, tinha a vida perfeita, o emprego perfeito, a conta bancária perfeita mas que largou tudo e foi viver uma vida nova, completamente diferente da anterior e "perfeita".

Eu não estou dizendo para você largar tudo e mudar radicalmente. Só estou tentando planificar, até para mim, que as motivações são diversas e mutáveis.

Quando eu fico meio deprê (#quemnunca) penso no que me faz acordar, levantar da cama e continuar. Claro que na maioria das vezes a resposta é "minha família". Mas eu sei que, se eu não fizer as coisas POR MIM, não poderei fazer pela minha família, meu marido, meus filhos.

E também porque é muita irresponsabilidade colocar nas costas de duas crianças a minha motivação e felicidade.

Estar bem consigo é o primeiro passo para sentir-se motivado. Saber que você se ama e dá conta! Isso já é motivação de sobra.

Mas saber que seus filhos estão lá, seu marido, família e amigos também é ainda mais motivador. Mas isso é construção, não nasce de uma hora para outra.