Reflexões - vida de mãe
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Reflexões - vida de mãe
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Reflexões - vida de mãe
ic-spinner
У каждого есть своя история
Находите лучшие истории и интересных людей. Вдохновляйтесь ими и начинайте писать самостоятельно либо вместе с друзьями.

Fazer aniversário (dos filhos) fica mais fácil com os anos!

Minha filha mais velha está fazendo 9 anos e eu tenho uma grande conclusão: a medida que eles crescem, fazer aniversário fica mais fácil!

Рассказывайте о том, что вы любите, вместе с друзьями
Стать соавтором ▸
Fazer aniversário (dos filhos) fica mais fácil com os anos!

Um pouco porque a gente CANSA de festas enormes, em buffets e cheias de roteiros (além da impessoalidade) e outro tanto porque eles já não querem mais festas cheias de gente, querem só passar a tarde/noite com os amigos no cinema, numa festa do pijama com muitas risadas, video game e risadas.

Os pais relaxam e sabem que o dia do aniversário é "apenas" um dia como outro qualquer. Claro que a gente comemora, faz as vontades do aniversariante, compra bolo e salgadinhos, recebe a família mas... tudo com MUITO mais tranquilidade.

Comemorar aniversário é bom demais, e continuo achando isso para mim e para os meus pequenos. Mas também acho que é melhor reunir poucos e bons, amigos mais próximos do que festanças homéricas onde nem conseguimos falar com todos os convidados com o carinho que merecem.

Quando minha filha viu que seu aniversário seria em plena terça de carnaval ela mesma desligou o botão da "expectativa" e partiu para o aniversário low profile.

Eles crescem e pelo menos isso fica mais fácil! Porque sei que agora, entrando na pré-adolescência, virá uma série de questionamentos e conflitos e tem muitas reflexões e longos papos nos esperando logo mais.

Só espero que ela mantenha essa praticidade em encarar "problemas" em todos os níveis da sua vida!

Por que eu estou DOIDA pelo live-action de A BELA E A FERA

Porque eu amo princesas, porque eu amo a Bela, porque eu amo a Fera ou por tudo isso junto e muito mais?

Рассказывайте о том, что вы любите, вместе с друзьями
Стать соавтором ▸
Por que eu estou DOIDA pelo live-action de A BELA E A FERA

Cada vez que vejo algo sobre o filme A Bela e A Fera (que aliás será em 16/03), fico ainda mais eufórica pela estreia.

Eu AMO a história de A Bela e a Fera. Fã da princesa, fã da Fera e até do Gaston... E eu AMO histórias de amor. Mais do que história de princesas, a Disney faz histórias de amor né?

O conto clássico de “A Bela e a Fera” – e sua poderosa mensagem de que a beleza vem de dentro – data da França do século dezoito com a primeira versão publicada do conto de fadas, “La Belle et la Bête”, de Gabrielle-Suzanne Barbot de Villeneuve. Hoje, os temas se mantêm com a mesma relevância e a história continua a fascinar contadores de histórias, resultando em inúmeras intepretações em todos os tipos de mídia, mas foi o filme de animação indicado ao Oscar® de 1991 da Disney que se tornou a versão definitiva. 

Por que eu estou DOIDA pelo live-action de A BELA E A FERA

Por tudo que li a respeito, a expectativa está lá em cima. 

Como é normal nas filmagens mais recentes da Disney em live-action, a história foi modernizada tendo como base a produção de 1991. Bela, que já era uma mulher diferente por "gostar de livros" deve representar bem a mulher do século XXI.

E, vivida por Emma Watson - OMG!!!, que é uma feminista super ativista, tenho certeza que não nos decepcionaremos.

E ela é de uma delicadeza e presença tão marcantes. Certamente vamos nos emocionar! Emma Watson diz, “Sempre que escuto a música de ‘A Bela e a Fera’, isso me conecta com aquele sentimento da infância de que tudo vai dar certo e que há esperança no mundo, e isso me dá essa ideia de que está tudo bem”.

Para quem curte a história, Disney, Princesas e afins, é um lançamento imperdível! Vamos aguardar! ANSIOSOS!

Вы прочитали историю
Story cover
написанную
Writer avatar
HelenaSordili
Pra emagrecer, coma! Pra relaxar, grite! Pra ser perfeita, erre! Pra ser você, mude! Autora do blog Eu, ele e as crianças