Reflexões - vida de mãe
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Reflexões - vida de mãe
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Reflexões - vida de mãe
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Tempo de ser mãe

Fui mãe depois dos 30. As razões foram mais circunstanciais do que racionais.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A verdade é que quando eu era mais jovem eu não queria ser mãe. Eu achava que seria uma pessoa do mundo, sem filhos. E também nunca estive com alguém que me despertasse a vontade de ser mãe, antes de namorar meu marido.

Entre namoro e casamento foram apenas 2 anos. Mas até a decisão de engravidar se consolidar demorou um pouco.

Morávamos de aluguel mas ter nossa casa não era premissa. Não tínhamos estabilidade financeira - já que somos sócios na agência, e isso não era também um empecilho. Engravidei terminando meu mestrado, mas também não tive contra tempos com isso.

A idade certa para a maternidade

Minha irmã do meio foi mãe bem novinha, aos 20 e poucos. Hoje minha sobrinha tem 17 anos. A relação delas é linda, ambas jovens podem curtir programas juntas sem ser um martírio para qualquer uma delas.

Eu fui mãe aos 32 e acredito que foi o meu tempo certo. A maturidade me trouxe confortos (mais psicológicos do que materiais) que aos 20 e poucos eu não teria.

Tempo de ser mãe

E agora eu curto a maternidade aos 40, com meus filhos com 6 e 8 anos. É uma delícia vê-los crescendo e ainda ter disposição para correr e brincar com eles - e trocar experiências, curtir coisas que eu gosto e que ensino a eles.

Mas a realidade é que a maternidade está cada vez mais tardia. Um relatório do IBGE, divulgado no final de 2016 e relativo a 2015, confirma novamente a tendência de as mulheres brasileiras, especialmente das regiões Sul e Sudeste, terem filhos mais velhas, entre 30 e 39 anos. Em São Paulo, por exemplo, 30% das mães engravidam nessa faixa etária, ante 22% em 2005.

Tem muitas questões envolvidas no adiamento da maternidade, da compra da casa ao término dos estudos ou estabilidade da carreira (uma ilusão em qualquer fase da vida, diga-se de passagem), mas a verdade é que o modo de vida atual faz com que o corpo não responda mais tão bem a maternidade tardia.

São opções, são escolhas e o mais difícil é estar ciente de todas as suas dimensões.

Moana - mais uma princesa que amamos

Estreou ontem a nova animação da Disney, Moana - Um mar de aventuras, trazendo novamente - após Frozen e o desenho Elena, uma princesa forte e determinada no papel.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A ida ao cinema já vale pelo curta inicial - que aliás a Disney tem caprichado cada vez mais nesses curtas exibidos antes dos grandes lançamentos. 

Moana - mais uma princesa que amamos

Trabalho Interno é sobre o dilema entre fazer o que se precisa e o que se quer. É sobre olhar o mundo e seguir a manada. É sobre poder ser diferente, com novas escolhas e ser um pouco mais feliz a cada instante!

Já Moana é sobre uma menina determinada a cuidar de sua tribo, com a força dos seus ancestrais. O filme não traz em nenhum momento a questão dela ser a herdeira mulher, não a subestima por isso. O foco na restrição das ações da menina estão no perigo que desafiaria qualquer um dos gêneros.

Moana - mais uma princesa que amamos

Com a companhia de Maui, um semideus "da pá virada", ela vive aventuras lindas (e perigosas) no mar. Vai além dos seus limites e ultrapassa todos os níveis da auto-confiança.

As cenas no mar são maravilhosas! O colorido da natureza, as músicas, é tudo envolvente. Eu fiquei imaginando o que serão as atrações de Moana nos parques Disney. Deu até para sentir ventos geladinhos e gotas d'água durante a exibição.

Sinopse

Moana - mais uma princesa que amamos

Moana – Um Mar de Aventuras, do Walt Disney Animation Studios, traz para as telonas a história sobre uma adolescente polinésia de 16 anos (voz de Auli’i Cravalho na versão original) que se aventura pelo Oceano Pacífico para desvendar o mistério que envolve seus ancestrais. Durante esta grande aventura, ela encontra o “espirituoso” e poderoso semideus Maui (voz de Dwayne Johnson na versão original) e, juntos, eles embarcam em uma viagem cheia de ação, enfrentando criaturas inusitadas, algumas até ferozes, e muita diversão. Do mesmo estúdio de Frozen, Uma Aventura Congelante e dirigido pela consagrada equipe de cineastas Ron Clements e John Musker (A Pequena Sereia e Aladdin), Moana inicia sua aventura nos cinemas e mares brasileiros em janeiro de 2017.

Vale muito a ida ao cinema!

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
HelenaSordili
Pra emagrecer, coma! Pra relaxar, grite! Pra ser perfeita, erre! Pra ser você, mude! Autora do blog Eu, ele e as crianças