Observar, aprender e mudar!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Observar, aprender e mudar!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Observar, aprender e mudar!
ic-spinner
У каждого есть своя история
Находите лучшие истории и интересных людей. Вдохновляйтесь ими и начинайте писать самостоятельно либо вместе с друзьями.

Os filhos que estamos deixando para o nosso mundo!

Fui pai muito cedo, quando meu filho nasceu eu não tinha nem 17 anos completos ainda e já tive (tivemos, eu e a mãe dele) que assumir uma grande responsabilidade e com o apoio da família conseguimos fazer da criação dele a melhor possível, pelo menos da forma como eu acho correto. Nunca fui um pai bonzinho, nunca dei centenas de presentes (nem quando me separei da mãe dele, para "suprir esse trauma") e todas as vezes que ele me pediu algo e eu disse "não", sempre fiz questão de explicar o motivo da minha resposta. Acho que essa atitude me ajudou muito, hoje ele tem 16 anos e mora comigo e claro que me dá trabalho mas nem perto do que vejo muitos adolescentes por ai.

Рассказывайте о том, что вы любите, вместе с друзьями
Стать соавтором ▸

Vi e vejo sempre pais que fazem tudo pelos seus filhos, que compram tudo que podem e até o que não podem, que deixam as crianças fazer o que quiserem com a velha desculpa que "isso é coisa de criança, é assim mesmo", crianças que quando não tem o que querem batem, xingam, fazem cara feia para os pais e eles acham "engraçadinho"! Claro, cada um procura criar os seus filhos da melhor maneira, mas o que eu vejo é uma geração cada vez mais mimada que no momento que encontrarem a primeira dificuldade na vida não vão saber o que fazer. A minha geração está criando uma geração de futuros adultos frustrados, que não entendem que a vida não é um mar de rosas e que pra cada degrau que eles quiserem subir vão ter que batalhar muito. 

Quando vejo um pai ou mãe dizendo que seus filhos terão tudo que eles não tiveram fico com receio, não acho que estão pensando no melhor para seus filhos mas apenas procurando um jeito de se provarem para si mesmos que podem ser bons pais.

O que eu aprendi com a crise no Espírito Santo

Estou acompanhando pelo Twitter as atrocidades que estão ocorrendo na Grande Vitória. Estou tentando olhar tudo aquilo com um certo olhar antropológico. Vi vários vídeos e em todos o que mais me chamou a atenção e que o ser humano tem muito a evoluir.

Рассказывайте о том, что вы любите, вместе с друзьями
Стать соавтором ▸

Essa delinquência coletiva de saques no Espírito Santo serve pra mostrar que o crime não é fruto da sociedade. O ser humano é, em uma parte de todos nós, mau, egoísta e oportunista, em qualquer questão ou situação. Entre os saqueadores há um monte de gente de bem e pai de família, não criminosos por profissão.

O que eu aprendi com a crise no Espírito Santo

Sabe o ditado a ocasião faz o ladrão? Sempre o considerei ERRADO. O correto seria a ocasião revela o ladrão. Se você tem não tem a índole de roubar, não será a ocasião que fará você ser um ladrão. A ocasião irá apenas revelar quem é você de verdade.

Cabe a nós, exclusivamente a nós, individualmente, desenvolver e cultivar valores a seguir e, principalmente, ensinar aos nossos filhos a linha clara do que é certo e errado.

Вы прочитали историю
написанную
Writer avatar
Kondo
Ao meu lado, só boas pessoas!! Por favor, não insista!