NATAL

As 5 pessoas mais chatas do Natal (e como fugir delas!)

Autor

Natal é o feriado mais fofo do ano. É tempo de comemorar, ganhar presentes, encher a pança e estar com a família inteira reunida. É tudo lindo, certo? Errado. Infelizmente, a gente sabe que nem tudo são flores e que toda família tem algumas pessoas inconvenientes. Coisas que a gente precisa aprender a relevar porque, afinal, eles são nossos parentes, mesmo sendo chatos e irritantes. Nesta lista, dizemos quem são e como lidar com essas pessoas no Natal:

1. O mimado

As 5 pessoas mais chatas do Natal (e como fugir delas!)

Toda família tem um. O mimado é quase sempre uma criança que tem seus 10 anos, mas que às vezes é um adulto mesmo. A pessoa passa o dia 24 inteiro de cara fechada, só esperando a hora de abrir os presentes, e reclamando da comida, dos outros, de tudo. Aí, na hora de abrir os presentes, reclama do que ganhou. Impossível de agradar. Como evitar? Fique longe. Se ele fizer questão de desabafar com você, peça licença e diga que precisa ir ao banheiro ou ajudar alguém a embrulhar presentes. Discutir é sempre a pior saída. Pior ainda no Natal.

2. O bêbado

As 5 pessoas mais chatas do Natal (e como fugir delas!)

Aqui a gente pode dividir em duas categorias. Tem o bêbado alegre, aquele que vai sair abraçando todo mundo e dizendo que te ama, e o bêbado chato, que fica com a fala torta e puxando assunto sem noção. No fundo, no fundo, os dois irritam, mas em níveis diferentes. O ideal seria esconder as bebidas durante a maior parte do dia, mas tem aquele parente que já chega bêbado para a festa da família. Quando isso acontece, a gente pode oferecer aperitivos (para ver se, num milagre natalino, a comida neutraliza o efeito do álcool) ou, como sempre, se afastar.

Uma terceira opção, mais arriscada, é dizer para a pessoa que ela está bêbada e torcer para ela dizer que não. Se isso acontecer, vocês podem passar a tarde pedindo ela fazer testes de bafômetro, andar em linha reta, fazer um quatro com as pernas, etc. Importante: SEMPRE FILME esses momentos. No Natal seguinte, reúna a família diante da TV e coloque o vídeo. Talvez ensine a lição ao bêbado.

3. O especialista em política

As 5 pessoas mais chatas do Natal (e como fugir delas!)

Se a família é grande, é quase certeza de que essa figura vai se revelar em algum momento do Natal. E não tem discriminação aqui. Tem gente de direita e de esquerda que é igualmente chata porque não importa a crença política: o importante é ele dizer para todo mundo que o político “dele” é mais honesto que o seu e que o lado oposto vai acabar com o Brasil. Ou que “Putin vai salvar o planeta do Ocidente.”

O melhor remédio contra isso é um celular com Spotify e um belo par de fones de ouvido. Deixe as playlists prontas e aperte play quando o debate começar.

4. O novo parceiro

As 5 pessoas mais chatas do Natal (e como fugir delas!)

Não importa se é homem ou mulher. Cedo ou tarde, um adolescente da família vai convencer seu parceiro a largar sua própria família e comemorar como agregado. Vai ser uma experiência nova (e, provavelmente, difícil) para o casal, mas também para todo mundo na casa. Pode ser que esse parceiro nem seja chato (você vai descobrir na hora), mas a presença dele cria uma série de situações desconfortáveis.

Seria bom, por exemplo, manter esse agregado longe do bêbado e do minucioso (vide parágrafo abaixo). E já imaginou o que pode acontecer se ele se aproximar do especialista político e começar a discutir com ele? Mesmo concordando já seria insuportável. O perigo é enorme, e o único jeito de evitar é convencer seu parente a não levar o parceiro, mas aí você corre outro risco: uma crise diplomática na família. Pese tudo antes de decidir como agir.

5. O minucioso

As 5 pessoas mais chatas do Natal (e como fugir delas!)

Uma das coisas bacanas do convívio em família é que a gente precisa aprender a ter jogo de cintura e aceitar todos parentes com suas qualidades e defeitos. Mas toda família sempre tem aquele perfeccionista minucioso que tem dificuldade em aprender essa lição. Geralmente, é a pessoa encarregada da decoração da festa de Natal, mas que também corneta a comida, os embrulhos de presente, as roupas dos outros, etc. e tal.

Esse também é o cara mais difícil de evitar porque ele quer opinar em tudo - e isso em algum momento vai incluir você. A melhor maneira de minimizar isso é ser o último a chegar na festa. Tudo bem, não é a solução ideal. Ninguém quer deixar de curtir o Natal com a família por causa de um único parente, mas aí cabe a você pesar as coisas. Vale a pena chegar cedo e lidar com o(s) chato(s)? Pense bem, decida e… Feliz Natal!

(Imagens 1, 2, 4 e 5 via Pixabay; imagem 3 via Divulgação / Kremlin)