BEM-ESTAR

Dietas sem glúten podem não ser tão saudáveis quanto você pensa

Kristina Haddad
Автор
Kristina Haddad

Uma das últimas tendências da alimentação saudável no mundo foram as dietas sem glúten. Teve quem perdeu peso, se disse mais leve e mais disposta ao se alimentar assim. Mas será que isso faz tão bem à saúde quanto tanta gente acredita? Uma especialista da Universidade Monash, na Austrália, discorda disso.

Dietas sem glúten podem não ser tão saudáveis quanto você pensa

A gastroenterologista e epidemiologista Suzanne Mahady diz que não há motivo para alguém acreditar que uma dieta sem glúten faça bem para a saúde. Pelo contrário: segundo Mahady, esse tipo de regime alimentar pode até ser perigoso.

“É até possível que o oposto seja verdade, e evitar grãos integrais, resultando numa ingestão baixa de fibras, pode ser prejudicial. Alimentos sem glúten são frequentemente vistos como uma opção saudável porque foram associados com um estilo de vida de ‘wellness’, mas existe evidência científica para basear essa tese?”, ela questiona em um texto no The Conversation.

A questão é importante, até porque o glúten está em muitos dos produtos que a maioria das pessoas consomem no dia a dia: pães, massas, pizzas, bolos, cerveja, sorvete, salgadinhos e empanados, catchup, maionese, salsichas e linguiças… A lista é realmente longa!

Dietas sem glúten podem não ser tão saudáveis quanto você pensa

O jornal britânico The Independente aponta duas pesquisas que vão ao encontro da teoria de Mahady. Em 1999, a Universidade de Toronto apontou que o consumo de fibra de trigo ajuda na proteção contra doenças cardiovasculares. O outro estudo, publicado no British Medical Journal, analisou dados de participantes ao longo de 26 anos e concluiu que pessoas que não possuem doença celíaca não devem seguir dietas sem glúten.

Mahady concorda que a doença celíaca é a exceção - o único caso em que deve se desencorajar alguém a consumir produtos com glúten. Seu diagnóstico é o mesmo da conclusão da pesquisa: “A ingestão a longo prazo de glúten não está associada com o risco de problemas no coração. Entretanto, evitar glúten pode resultar no consumo reduzido de grãos integrais, o que pode afetar o risco cardiovascular.”