AMOR

Orangotangos se conhecem por vídeo e finalmente iniciam romance real

Kristina Haddad
Author
Kristina Haddad

Aparentemente, o reino animal também curte algumas das novidades do mundo moderno. Os encontros por vídeo são um exemplo. Foi o caso dos orangotangos Simpa e Gempa, que se conheceram em telas de laptops e agora estão finalmente consumando seu amor cara a cara.

Orangotangos se conhecem por vídeo e finalmente iniciam romance real

A história começou há uns seis meses, quando um zoológico de Stuttgart, na Alemanha, mostrou vídeos de orangotangos machos para a fêmea Sinta. Já na época, Sinta pareceu interessada em um macho chamado Gempa, que vivia em um zoológico na Bélgica.

Os dois parques, então, resolveram promover o encontro real dos dois animais. Segundo o relato da zoóloga Mariane Holtkoetter, Sinta e Gempa ficaram um tanto tímidos no começo, mas agora não se separam mais. O zoológico de Stuttgart agora está otimista quanto à reprodução dos orangotangos.

Orangotangos se conhecem por vídeo e finalmente iniciam romance real

A zoóloga acredita que a experiência deu certo porque orangotangos são mais sensíveis e observadores do que outros símios. Por isso, o zoológico de Stuttgart tenta dar a seus animais a chance de escolher seus próprios parceiros.

Orangotangos são uma espécie correndo risco de extinção, então é justo que se deposite bastante esperança nesse tipo de namoro por vídeo. Segundo a WWF, existem no mundo cerca de 63.500 orangotangos, e sua população diminuiu em mais de 50% nos últimos 60 anos porque seu habitat vem sendo destruído por desmatamento. Além disso, a caça ilegal tem peso considerável nessa matemática.

Sinta e Gempa, aliás, não foram os primeiros da espécie a se encontrarem da mesma maneira. Antes, o zoo de Stuttgart já havia levado sua fêmea Conny para encontrar o macho Tuan, de Hamburgo. Esse relacionamento, porém, vem se desenvolvendo mais lentamente do que o caso de amor de Sinta e Gempa.