OUTROS

Seis eternos mistérios do metrô de Moscou

Kristina Haddad
Author
Kristina Haddad

O sistema de metrô de Moscou e famoso por estações suntuosas e você provavelmente já viu alguma lista com fotos delas por aí. O que pouca gente sabe é que algumas estações possuem “mascotes” que, diz a lenda, podem te dar dinheiro, sorte e poder. Dá só uma olhada…

Ploshchad Revolyutsii 

O “personagem” dessa estação é um cachorro que fica ao lado da guarda da fronteira. Basta esfregar o nariz desse pastor para “garantir” que seu dia será ótimo. Aliás, há quem diga que esfregar os narizes dos quatro cachorros de bronze da estação te dará mais sorte ainda. E mais ainda se você falar o nome do cachorro - Mukhtar - e esfregar sua pata e o joelho do soldado do lado dele. 

Seis eternos mistérios do metrô de Moscou

A Ploshchad Revolyutsii ainda tem uma estátua de uma mulher com um galo, a dar um tapinha na ave vai resolver todos seus problemas financeiros. E se você quer um emprego novo, basta procurar pela estátua de um soldado revolucionário e tocar no revólver que ele segura. Resumindo, a estação tem a solução para tudo e é altamente recomendável fazer um passeio por lá se você estiver em Moscou.

Belorusskaya (Linha Koltsevaya) 

Seis eternos mistérios do metrô de Moscou

O salão central tem uma escultura dedicada aos bielorrussos, e o trio de estátuas é considerado patrono dos viajantes. Meninas a fim de um romance de fim de semana devem esfregar a metralhadora do jovem. Homens precisam esfregar a arma da moça.

Dinamo 

Seis eternos mistérios do metrô de Moscou

A estação tem painéis com ilustrações de vários esportes, e atletas vão até lá para fazerem pedidos. Dizem que os painéis trazem vitórias nas competições.

Kiyevskaya (Linha Koltsevaya) 

Seis eternos mistérios do metrô de Moscou

Aqui as atenções estão sempre voltadas para um mosaico chamado “A luta pelo poder soviético na Ucrânia”, onde é possível ver um homem falando em um telefone celular. Mas como pode isso no início do século XX? Mas era um telefone de verdade: o FF-17, feito na Alemanha em 1910. Mesmo assim, há quem diga que o mosaico prova que é possível viajar no tempo. Literalmente.

Dostoyevskaya 

Seis eternos mistérios do metrô de Moscou

A morte mais famosa da literatura russa está retratada num dos mosaicos da estação como homenagem ao trabalho de Dostoyevsky. Dizem que terá uma boa surpresa quem olhar durante um minuto para a imagem de uma senhora emprestando dinheiro. Só que tem uma pegadinha: a lenda também diz que quem tentar usar com muita frequência os poderes do mosaico terá surpresas nada agradáveis.

Perovo 

Seis eternos mistérios do metrô de Moscou

O salão de estação Perovo é decorado com imagens de seres mitológicos. Sirin, o pássaro do paraíso; Gamayun, o pássaro profético; um cavalo alado; sóis com sorrisos; e um leão. Dizem que o homem que instalou esses desenhos desapareceu sem deixar traços. Por isso, moscovitas não ousam falar sobre os efeitos das imagens.