TECNOLOGIA

Vida eterna no vinil: fábrica promete imortalizar pessoas em LPs

Kristina Haddad
Author
Kristina Haddad

A ideia parece mórbida e, certamente, chega cheia de controvérsias, mas uma empresa britânica promete imortalizar pessoas em discos de vinil - aqueles LPs que sua mãe e seu pai ouviram no passado, sabe?

Vida eterna no vinil: fábrica promete imortalizar pessoas em LPs

A startup em questão de chama Andvinyly, e o que ela faz é inserir as cinzas da pessoa morta no processo de prensagem do disco de vinil. O que acontece é que as cinzas criam ranhuras e imperfeições no vinil. Segundo a empresa, são essas imperfeições que dão vida para sempre à pessoa que acabou de deixar o plano físico.

Na prática, funciona assim. A pessoa leva as cinzas até a empresa e fornece também uma música para ser gravada no disco, que comporta até 12 minutos de som em cada lado. Há também quem prefira não inserir som e ouvir apenas os chiados - que são as marcas (ou lembranças) do morto no disco.

A empresa faz a gravação, junto com as datas de nascimento na capa e nos adesivos do vinil. E quanto custa isso? O pacote básico sai por 3 mil libras - mais ou menos uns R$ 12 mil. Interessou? É só clicar no link abaixo: