AuQueMia
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
AuQueMia
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
AuQueMia
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

PrincessButtercup
há um ano60 visualizações

Todos sabem: huskies siberianos são lobos carnívoros que atacam de graça qualquer pessoa ou animal. São criaturas vis e malévolas, selvagens e super perigosas.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

De acordo com o American Kennel Club (AKC), o husky siberiano é um membro do grupo de cachorros trabalhadores, com DNA muitíssimo próximo ao dos lobos. Gente, é cão que puxa trenó na neve e anda em bando! 

Eles variam no tamanho de 50 a 60 cm de altura na cernelha (ombros) e pesam por volta de 15 a 30 kg. O que o transforma numa máquina mortífera da natureza. É a quarta raça mais perigosa segundo o AKC.

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

Esse é um cão ativo, uma raça criada para correr quilômetros sem se cansar. Ele precisa de amplos exercícios todos os dias, seja em longas corridas ou longos passeios sem coleira em área segura. Ele também adora puxar e gosta de tempo frio. Seu pelo precisa ser escovado uma a duas vezes por semana. Todos os dias, durante as trocas de pelo.

Mas não se engane com o jeito de Casanova que ele às vezes demonstra: tudo enganação! Aqui vai uma lista de evidências empíricas sobre o quão perigosos esse lobinhos podem ser:

Evidência #1 O instinto selvagem do husky siberiano faz do animal impossível de ser domesticado.

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

"Não sei quem fui! Quando cheguei já estava assim!"

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

"Fique tranquilo. Esta almofada jamais voltará a nos perturbar."

Evidência #2 É uma raça rústica e de forte instinto caçador. Pode representar um perigo enorme aos bichinhos pequenos, especialmente aos gatinhos...

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

Esse daí já era, coitado.

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

Evidência #3 Huskies siberianos representam um grande e real perigo a bebês humanos. É preciso ter muito cuidado para não expor seu filho a uma besta fera como essa raça de lobos selvagens.

Socorro! Socorro! Salvem este bebê!

Evidência #4 Huskies siberianos gostam de andar em matilha, em bando. Mas não se engane: são capazes de atacar os próprios membros do grupo num dia de mau humor!

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

Evidência #5 São cães que dificilmente conseguem formar um bom par. Tudo é muto violento entre eles.

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

Evidência #6 Se eles não se dão bem entre si, imagine com outras espécies! Não... esses cães são caçadores por natureza.

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

"Estou numa dieta vegana."

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

"Acudam-me!"

Evidência #7 Eles possuem uma sociedade secreta para a dominação mundial!

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

(Dominação de tanta fofura, né, gente!)

Evidência #8 Eles podem até tentar tomar o mundo, mas não são muito inteligentes. Isso mostra o quão selvagens eles ainda são.

10 provas de que os huskies siberianos são criaturas perigosas

Evidência #9 Não suportam música, essa bela expressão artística da alma.

Isso porque não são nem um pouco sensíveis.

Evidência #10 Odeiam carinho e qualquer demonstração de afeto.

Os donos é que tomam todo o cuidado do mundo com isso.

Se, no entanto, você quiser muito se arriscar a manter em casa uma ferinha dessas, estude muito bem a raça. Esse vídeo abaixo pode te dar umas dicas:

----------

Por Pilar Magnavita

#huskysiberiano #husky #cachorro #pet #cães #animaisdeestimação #auquemia

Quem disse que os bichinhos não gostam de música?

PrincessButtercup
há um ano14 visualizações
Quem disse que os bichinhos não gostam de música?
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A última aconteceu na Malásia. 

Já ia noite adentro e o artista de rua, cansado e desanimado por tocar o modesto violão para o vento e os próprios ouvidos, já estava decidido em parar a performance e ir para casa com os poucos caraminguás recolhidos com o pouco movimento do dia. Esquina deserta. Comércio fechando. Como é difícil viver da música...

Ainda nos últimos acordes, o músico malaio notou alguns gatinhos (nem bem três meses tinham!) chegando junto. Vinham tímidos, vinham em grupo, vinham interessados naquele estranho som que saía daquela caixa curiosa.

Quando percebeu, havia encantado os vira-latas. Os quatro filhotinhos não só acompanhavam as notas atentos, como gingavam desajeitados ao som simplório do artista malaio. 

Quem disse que os bichinhos não gostam de música?

O vídeo abaixo reproduz um registro que viralizou no Facebook nos últimos dias. Nele, você verá que felinos ficam praticamente hipnotizados.

Gente, os animais AMAM música. Da mesma forma que não há um ser humano no planeta que já não tenha se encantado, ao menos, por uma canção, os bichinhos também se deleitam com notas melodiosas que conseguimos compor.

Tipo esses músicos de jazz band que notaram o interesse dessas vaquinhas, que descansavam tranquilas no pasto e despertaram para aquele interessante barulho formado por uma tuba e uma corneta.

O sucesso foi tão grande, com apenas os dois instrumentos, que os colegas dos dois músicos resolveram pegar a clarineta, o trombone e o banjo e formar uma verdadeira banda para a plateia mais que interessada das vaquinhas.

(Ai #murri de tanta fofura!)

O psicólogo de animais, Charles Snowdon, da Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, descobriu que há músicas específicas para determinadas espécies de animais.

Bovinos, por exemplo, amam vários tipos de música instrumental a base de instrumentos clássicos. Por causa disso, há até grupos nos Estados Unidos que criaram uma espécie de Woodstock para o gado!

Ao homem apetece ouvir músicas dentro de nossa escala vocal e acústica, com tons que compreendemos e batidas similares a do nosso coração. Se os bichos de estimação, por exemplo, reagem com indiferença aos estímulos musicais de seus donos, o motivo seria incompatibilidade sonora com a espécie, pois cada uma possui escala diferente.

Dá só uma olhada em como esses elefantes dançam ao som do o violino!!

Snowdon criou, então, um projeto-pesquisa para identificar os sons que se compatibilizam com as espécies. Assim, ele e o compositor e violoncelista David Teie fizeram músicas para saguis, que têm vocalizações três oitavas mais altas e batidas do coração duas vezes mais rápidas do que as humanas. O resultado? As canções eram desagradáveis aos ouvidos dos pesquisadores, mas os ritmos acelerados agitaram os macacos, e as “baladas” tiveram efeito calmante e deixaram os saguis mais sociáveis.

Teie também produziu músicas para gatos.

Já os gostos dos cachorros são mais difíceis de definir, pela variedade das raças e as grandes diferenças cognitivas que as separam. Cães grandes, como Labradores, têm alcance vocal semelhante ao humano e são mais propensos a reagir às músicas dos donos do que um Chiuaua, por exemplo.

Tipo esse labrador que curte um blues:

----------

Por Pilar Magnavita

#auquemia #animais #pets #cães #gatos #cachorros #vacas

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
PrincessButtercup
Equipe Storia Brasil