VIAGEM

Alô, Canadá! Quem tem visto americano não precisará mais tirar o canadense

Sheila Vieira
Author
Sheila Vieira

Fik Dik

Alô, Canadá! Quem tem visto americano não precisará mais tirar o canadense

Boa notícia para você que ia viajar aos EUA e só não estendeu para o Canadá porque não queria tirar outro visto: seus problemas acabaram. A partir das 10h de 1 de maio, todos os brasileiros que tiverem um visto norte-americano válido não precisarão tirar o canadense para visitar o país de Céline Dion e Justin Bieber.

A medida também vale para quem teve visto canadense válido nos últimos 10 anos. Mas, calma, não é só comprar a passagem e partir. Você precisa pedir a eTA (autorização eletrônica de viagem) aqui e pagar uma taxa simbólica de 7 dólares canadenses. Eles vão dar uma analisada básica no seu perfil e, se aprovado, você terá a permissão para entrar no Canadá por cinco anos ou até seu passaporte expirar (então não peça se ele estiver perto disso).

Além de facilitar a vida de quem pretende conhecer o país, a medida também ajuda as companhias aéreas locais, como a Air Canada, que fazem voos para os EUA com escala em Toronto e outras grandes cidades canadenses. Sem falar que, quando o destino final é o Canadá, a escala das companhias americanas é feita nos EUA. E não há processo mais rigoroso de visto para brasileiros do que o da embaixada americana.

Detalhe importante: o eTA só vale para entradas no Canadá por avião. Ou seja, se você está no norte dos EUA e pretende atravessar a fronteira de carro, trem ou barco, precisará de um visto tradicional. Quem vai estudar ou trabalhar no país por mais de seis meses deve pedir uma permissão especial. 

E, claro, para quem não tem visto americano ou não teve o canadense nos últimos 10 anos, nada muda.