REDES SOCIAIS

Garota mata namorado com tiro em 'brincadeira' para o YouTube

Autor

Pior: aparentemente, foi ideia dele.

Garota mata namorado com tiro em 'brincadeira' para o YouTube

Dois jovens desprovidos de inteligência, uma arma calibrada e um canal no YouTube: uma combinação fatal. O norte-americano Pedro Ruiz, de 22 anos, morreu ao levar um tiro no peito da namorada, Monalisa Perez, de 19, durante a gravação de um vídeo que seria publicado. Aí você me pergunta: como? Por quê?

ELES ACHAVAM QUE UM LIVRO NO PEITO DE PEDRO PARARIA A BALA. 

Monalisa ligou para a polícia na noite de segunda-feira (26 de junho), dizendo que havia atirado e matado sem querer o namorado durante uma gravação. Grávida de sete meses, a moça explicou que eles queriam fazer um vídeo perigoso, que pudesse viralizar, e que a ideia de atirar através de um livro foi de Pedro.

Há um tweet de Monalisa de segunda à noite em que ela diz isso:

"Eu e Pedro vamos provavelmente gravar um dos vídeos mais perigosos de todos os tempos. Ideia DELE, não MINHA."

Mesmo assim, Monalisa não escapou da cadeia. Ela foi indiciada por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) de segundo grau. A polícia tem o vídeo da morte, mas ainda não deu detalhes sobre o conteúdo. Monalisa disse em depoimento que Pedro acreditava que o livro pararia a bala porque já havia testado um outro livro com um tiro.

Além do filho que Monalisa está esperando, o casal teve outra criança. As duas crescerão longe de seus pais, pelo simples desejo de viralizar.