CURIOSIDADES

Planejador de fim de vida e técnico de prostitutas: confira profissões do futuro

Sheila Vieira
Author
Sheila Vieira

Momento Mãe Dinah da editoria Carreiras (se você não lembra da Mãe Dinah, você é muito novo).

Planejador de fim de vida e técnico de prostitutas: confira profissões do futuro

Algo que certamente pode determinar como foi um período é o tipo de profissão que faz sucesso durante uma época. Hoje, por exemplo, redatores de mídias sociais, relações públicas, designers de videogames e programadores são alguns dos empregos do momento. Mas quais serão as novidades em 2025?

O site Fast Company perguntou a três “videntes” de carreiras quais serão os empregos que nossos sobrinhos e filhos provavelmente terão no futuro. Venha saber quais são:

1. PROFISSÕES FLEXÍVEIS

Agregador profissional

Como sabemos, as relações trabalhistas estão cada vez mais flexibilizadas. A tendência é que as pessoas tenham acesso cada vez mais restrito a carteira assinada e benefícios gerais, mas possam transitar mais entre empregos. Ou seja, muita gente vai ser freelancer. Com o aumento de trabalhos com curta duração, acertados por contratos, os ‘videntes’ acreditam que um ‘agregador’ será necessário para buscar os profissionais mais adequados para equipes momentâneas.

Marqueteiro de profissionais

Uma característica do trabalho freelancer é que geralmente não há grana para investir em um processo seletivo longo. A ideia é escolher quem saiba mostrar mais rapidamente que é a pessoa certa para o trabalho. Então, é bem provável que os profissionais busquem um marqueteiro para venderem seus currículos de uma maneira mais legal do que um papel que ninguém mais lê.

Planejador de fim de vida e técnico de prostitutas: confira profissões do futuro

Professores freelancer

Isso já existe bastante, não é? Como professores contratados ganham uma mixaria, não é raro que eles façam bicos aqui e ali. A diferença é que, no futuro, eles devem trabalhar somente assim, especialmente em cursos online. Nada de passar oito horas de segunda a sexta em um colégio. Esta me preocupa especialmente, já que o professor não é só alguém que passa conteúdo, mas também é um mentor de vida. Perder este contato isolaria ainda mais os jovens.

2. IDOSOS PRECISAM DE AJUDA

Planejador de fim de vida

Uma característica marcante da nossa era é o claro envelhecimento da população. No ramo de profissionais que cuidam dessas pessoas, deve surgir o “planejador” de fim de vida, que dará conselhos financeiros e sociais aos idosos.

Cuidadores de idosos

Já é uma profissão bastante popular na atualidade e deve explodir no futuro próximo. Estima-se que mais da metade das pessoas que já completaram 80 anos na história ainda estão vivas. É muita gente, que será transferida para casas especialistas nesse cuidado ou receberão profissionais em suas residências para isso, já que seus filhos não podem largar seus empregos.

PRODUÇÃO E TECNOLOGIA

Fazendeiros urbanos

A cadeia de produção alimentar atual é extremamente ineficiente, promovendo o desperdício e a dificuldade de acesso dos mais pobres a alimentos. Além disso, produtos industrializados lotam os nossos corpos de hormônios e, segundo alguns cientistas, vêm causando o aumento da intolerância a glúten. Por isso, os ‘videntes’ acham que as pessoas tentarão cada vez mais produzir sua própria comida.

Designer de experiências virtuais

No futuro, as pessoas farão tudo que a tecnologia possibilitar de casa. Inclusive trabalho. Os programas de experiências virtuais podem permitir que reuniões pareçam mais naturais pela internet do que o modelo atual, com teleconferências e Skype travando toda hora.

Planejador de fim de vida e técnico de prostitutas: confira profissões do futuro

Técnico de prostitutas

Palpite mais ousado dos ‘videntes’, este profissional seria uma consequência das pessoas querendo um contato mais humano, em resposta a uma vida dominada por máquinas. Há muita tecnologia sendo desenvolvida para dar prazer às pessoas e isso forçará prostitutas e prostitutos a oferecerem uma experiência mais íntima para manterem o mercado. Ou seja, precisarão de treinamento.

Você se vê desempenhando alguma dessas funções daqui a 10 anos? Confesso que fiquei um pouco assustada. 

#carreiras #empregos #jobs #futuro #future