ESPORTES

Tenista é expulso de Roland Garros após beijar repórter à força

Autor
Tenista é expulso de Roland Garros após beijar repórter à força

O torneio de tênis de Roland Garros de 2017 teve um episódio lamentável logo nos primeiros dias de evento. O tenista francês Maxime Hamou era entrevistado nos corredores do complexo ao vivo no canal Eurosport, quando claramente assediou a repórter Maly Thomas.

Enquanto ela tentava entrevistá-lo, Hamou abraça a jornalista de forma inadequada. Não satisfeito, ele a beija no rosto algumas vezes, enquanto Thomas tenta se afastar. Já no final do vídeo, ele prende a repórter pelo pescoço e a puxa, enquanto sua mão parece encostar no seio dela. Assista à cena se quiser (aviso de gatilho para vítima de assédio ou abuso):

Sim, Maly Thomas está sorrindo em boa parte do vídeo. Isso não é surpresa nenhuma para pessoas que já passaram por esta situação. A mistura de choque, constrangimento e medo de reagir violentamente e piorar a situação causam este tipo de riso nervoso. Thomas disse depois ao Huffington Post francês que ela o teria repreendido se não estivesse ao vivo.

Mesmo se não tivesse repreendido, nada justifica esta atitude, nem as risadas e palmas dos outros comentaristas que testemunharam a cena, como Henri Leconte, ex-tenista importante na história do tênis francês.

A partir do momento em que o vídeo começou a viralizar, a Federação Francesa tomou uma atitude e suspendeu a credencial de Hamou, impedindo sua entrada no torneio.

Este é mais um episódio de machismo explícito no tênis neste ano, pouco mais de um mês após o romeno Ilie Nastase xingar uma jogadora e uma treinadora e fazer uma piada racista sobre Serena Williams.

Apenas melhorem.