VIAGEM

VERÃO: Expectativa vs. Realidade

Sheila Vieira
Author
Sheila Vieira

Tecnicamente, a tortura só começa no dia 22 de dezembro. Porém, na prática, ele já está determinando a tirania em nossas vidas.

O VERÃO.

VERÃO: Expectativa vs. Realidade

Por algum motivo que sou incapaz de compreender, a maioria das pessoas fica feliz quando o verão está chegando. 

Provavelmente elas sofrem algum problema de memória. Elas têm absoluta certeza de que acordarão todo dia assim:

Mas a verdade é que acordarão umas quatro vezes durante a noite encharcados de suor, terminando com um solzão básico NO MEIO DA FUÇA.

Elas também fazem muitas promessas no verão. Vão correr na rua, andar de bicicleta, fazer yoga no parque. Só falta a parte de que, após meia hora sob um sol de 37C, elas estarão assim:

Até que vem aquele momento inevitável: o convite para o fim de semana na praia. Só visualizando momentos maravilhosos em águas lindas.

Realidade:

VERÃO: Expectativa vs. Realidade

Sem falar nas duas horas que você vai perder em um supermercado cheio na superlotada cidade praiana.

No entanto, até mesmo no conforto do seu lar, você SOFRE. Porque ventiladores não têm uma vida útil muito longa e instalar um ar condicionado é complicado e caro. Logo, você estará correndo para comprar um ventilador novo antes que esgote.

VERÃO: Expectativa vs. Realidade

E no seu trabalho, que tem ar condicionado, obviamente um homem vai colocá-lo na temperatura 12C e você vai ter que carregar casacos, porque as pessoas esqueceram o conceito de MEIO-TERMO na vida.

Mas os amantes do verão vão dizer "TUDO BEM, PENSA QUE VOCÊ VAI FICAR COM UMA COR MARAVILHOSA".

Claro.

Sem falar na obrigação de ficar expondo pelo menos 50% do seu corpo (nada contra quem gosta de roupas curtas, mas é chato quando esta é a única opção).

E todos os banhos que você toma são inúteis, porque você sai absolutamente coberto de suor de todos.

Para não ser tão chata assim, reconheço que há uma coisa muito boa no verão.

TOMAR SORVETE ATÉ MORRER.

Estarei fazendo isso. Abraço.