Arcadia
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Arcadia
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Arcadia
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

5 games que vão te ajudar a sobreviver nas festas de fim de ano

Tapa Da Pantera
há 10 meses682 visualizações

Você é daqueles que gosta de ficar na sua durante as festas de fim de ano? Tudo bem, a gente te entende. Esses encontros de família têm sempre uns personagens com quem a gente não tem muita paciência. Tim o tiozão do pavê, tem o outro tio que passa a maior parte do tempo bebendo, tem outro parente que só quer fazer churrasco e ouvir pagode… 

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
5 games que vão te ajudar a sobreviver nas festas de fim de ano

Enfim, cada um na sua. E é isso que você quer, afinal: ficar na sua. É aí que entra seu videogame. Não existe melhor maneira de se divertir e ficar na sua do que jogando alguma coisa. Como esses cinco jogos abaixo que vão te salvar durante as festas de fim de ano:

1. Stardew Valley (PC, OSX, Linux, PS4, Xbox One)

É um simulador de fazenda que, acredite, vai te tomar um boooooom tempo. Você pode plantar coisas, criar animais, escavar e procurar minerais, enfim, ganhar a vida de forma honesta na fazenda.

2. Sid Meier’s Civilization VI (PC, OSX)

Que tal criar grandes dinastias e liderar um povo durante conflitos com civilizações rivais? Quem já jogou alguma das edições anteriores de Civilization sabe como funciona: aquele joguinho ingênuo da tarde acaba entrando pela noite e tem grande chance de terminar só na manhã seguinte. Vale tomar cuidado para não deixar passar a ceia de Natal.

3. Minecraft

Você sabe, né? É Minecraft. Provavelmente você já jogou ou está lendo esse texto em um aparelho com Minecraft instalado. Afinal de contas, o game roda em PC, OSX, Linux, Android, Apple TV, iOS, Windows Phone, Xbox 360, Xbox One, PS3, PS4, PS Vita, Respverry Pi, Wii U, Gear VR e Amazon Fire.

Mas se você é uma das cinco pessoas no planeta que nunca jogaram Minecraft, é um game de mundo-aberto que deixa você construir suas próprias estruturas e se juntar com amigos para erguer maravilhas do mundo. Se você estiver na pilha, dá até pra convidar os parentes para jogar junto.

4. Doom (Xbox One, PS4, PC)

Se o objetivo é descontar o estresse em alguma coisa, Doom é a melhor opção. Não falta ação, e você pode destruir tudo que vir pela frente. E ouvindo metal na trilha sonora.

5. No Man’s Sky (PS4, PC)

Se, por outro lado, o que você está precisando é relaxar, No Man’s Sky e a pedida. Aqui, você explora o espaço para colher recursos naturais e registrar o que acontece em planetas nunca antes explorados pelo homem.

É pra quem quer (quase literalmente) viajar durante as festas de fim de ano. Você embarca na sua nave e voa até onde quiser, sem olhar pra trás. 

A Nintendo errou feio com Super Mario Run. Entenda por quê!

Tapa Da Pantera
há 10 meses670 visualizações

Taí uma coisa inédita: a Nintendo lança um game badaladíssimo com Super Mario, seu personagem mais confiável, e sofre um baque gigante. Está acontecendo desde o lançamento de Super Mario Run, produzido para iOS. Nos últimos dias, as ações da empresa japonesa já desvalorizaram em mais de 11%.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
A Nintendo errou feio com Super Mario Run. Entenda por quê!

Aí você se pergunta: o game é tão ruim assim? Não. Pelo contrário. Quase todas reviews de revistas e sites especializados são positivas. E a maioria de quem experimenta o game também está curtindo. O problema é que as avaliações na App Store estão péssimas. A média até agora é de 2,5 estrelas - de um total de 5, o que é baixíssimo em comparação com o que se esperava. Mas se o game não é ruim, por que, então, isto está acontecendo? É que a Nintendo errou feio em dois aspectos.

1. O preço

Super Mario Run custa US$ 10. Não é muito, comparando com os US$ 50 e US$ 60 que custam os lançamentos para seus consoles caseiros. Maaaaaas, comparando com games para plataformas móveis, é um preço estratosférico!!! O público que joga em smartphones ainda é muito jovem, e essa turma nunca pagou tanto por um game. É completamente fora da realidade do mercado. A Nintendo apostou que seu produto “premium” poderia mudar esse padrão, mas quebrou a cara.

2. O paywall

O erro mais grave, contudo, é que Super Mario Run aparece na seção de jogos “grátis” da App Store. A descrição do game tem umas 15 linhas e só depois disso é que está lá um asterisco com um aviso: “acesso a todos seis mundos sujeito a compra.” Resumindo, muita gente vem baixando Super Mario Run acreditando que é um game grátis. Aí essa galera supera três níveis para descobrir que precisa pagar US$ 10 (uma fortuna, como dito acima) para continuar jogando. E é isso que vem provocando a maior parte das avaliações ruins na App Store.

Não se sabe até quando as ações da Nintendo vão continuar caindo, mas que fiquem as lições: maneirar no preço e avisar melhor o consumidor. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil