Arcadia
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Arcadia
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Arcadia
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Por que você deve comprar (ou não) um Xbox antes do lançamento do Scorpio

Tapa Da Pantera
há 6 meses10.0k visualizações

Em agosto de 2016, a Microsoft lançou o Xbox One S, que era basicamente uma versão mais potente do Xbox One e que vinha em um console 40% menor. Quem pretendia comprar um aparelho da Microsoft podia comprar direto a versão S, sem drama. Só que agora, em abril de 2017, a empresa anuncia o Project Scorpio, que vai ser lançado no fim do ano. E o consumidor que queria comprar um Xbox faz o quê? Compra agora um produto que vai deixar de ser o melhor do mercado no fim do ano? Ou espera até dezembro e fica sem jogar até lá?

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Por que você deve comprar (ou não) um Xbox antes do lançamento do Scorpio

O tal Project Scorpio é, supostamente, o console mais poderoso de todos os tempos. É o que diz a Microsoft, pelo menos. Ninguém viu como ele é e ninguém sabe quanto ele vai custar. O que se sabe por enquanto é que ele vai rodar games em resolução 4K e que ele tem um monte de especificações bacanas.

A resposta passa bastante pelo seu nível de ansiedade e pelo tamanho de seu bolso. Tem dinheiro sobrando e está ansioso? Compre agora. A grana está curta? Espere mais um pouco, pelo menos até a Microsoft começar a divulgar mais detalhes sobre o Scorpio. Por enquanto, o que se sabe é o seguinte:

1. Compatibilidade

A Microsoft prometeu que o Project Scorpio e o Xbox One vão compartilhar uma lista de games. Ou seja, você vai poder jogar games do Xbox One e até do mais antigo Xbox 360 no Scorpio. Todos controles de Xbox One também vão funcionar no Scorpio.

Por que você deve comprar (ou não) um Xbox antes do lançamento do Scorpio

Também é possível (mas não garantido ainda) que games feitos para Scorpio também rodem no Xbox One, ainda que com algumas limitações (resolução, velocidade, gráficos, etc.). Resumindo: a Microsoft não quer deixar nenhum usuário no prejuízo, o que é um ótimo sinal.

2. Visuais

Segundo as especificações da Microsoft, o Scorpio vai ser seis vezes mais poderoso do que o Xbox One. Assim sendo, ele deve rodar games em resolução 4K ou UltraHD sem travar, além de permitir aos programadores um nível novo de detalhes gráficos.

Essa potência toda também faz do Scorpio uma plataforma perfeita para os kits de realidade virtual (VR) como o Oculus Rift. Do jeito que Facebook e Microsoft andam amiguinhas, não é nada improvável que seja anunciada em breve uma parceria nesse sentido.

3. Preço

O Xbox One é a opção que sai em conta. Hoje, dá para comprar um aparelho fabricado no Brasil por cerca de R$ 1.300, enquanto o Xbox One S está na casa dos R$ 2.000. Enquanto isso, a Microsoft chama o Project Scorpio de produto “premium”, e a gente sabe que premium = caro. É de se esperar que ele custe muito mais que o Xbox One S quando chegar ao mercado, bem na época do Natal. 

Parece loucura, mas uma empresa quer jogos de tabuleiro como novo eSport

Tapa Da Pantera
há 6 meses18.6k visualizações

Os eSports são a febre do momento, não há como negar. E uma febre milionária, é bom dizer. Os torneios mundiais de videogame são, segundo o Newzoo, uma indústria que movimenta US$ 465 milhões de dólares por ano. E mais do que isso: a Juniper Research projeta que esse valor vai chegar a US$ 3,5 bilhões em 2021. 

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Parece loucura, mas uma empresa quer jogos de tabuleiro como novo eSport

Só que tem um dado curioso e que quase ninguém sabe nesse mundo. Jogos de tabuleiro também vêm voltando com força. Os chamados jogos de passatempo, que incluem tabuleiro, cartas e RPGs, movimentaram US$ 1,2 bilhão em 2015, segundo dados do ICv2. E esse número vem crescendo, em média, 29% (!!!) ano após ano nos últimos cinco anos. É por isso que uma empresa quer fazer dos jogos de tabuleiro o novo eSport, com competições mundiais, transmissão de TV e tudo que tem direito (e que dá dinheiro).

É aí que entra a Oomba, uma empresa de redes sociais que produz software para administração de torneios, ligas e times online. Sua tecnologia para o mundo dos jogos de tabuleiro é até simples: ela encontra pessoas e marca horários para que elas se encontrem. O soft também deixa gamers criarem ligas, registrarem placares e avaliarem outros usuários. 

Parece loucura, mas uma empresa quer jogos de tabuleiro como novo eSport

A Oomba viu antes de todo mundo a oportunidade de entrar com força no mundo dos jogos de tabuleiro e já está planejando os primeiros grandes eventos. A ideia é fazer pequenos torneios regionais, sediados em centros de recreação, que classificarão para grandes eventos nacionais e até mundiais. É aí que o dinheiro pesado pode começar a entrar.

O primeiro desses torneios se chama Unrivaled e, já no começo, deve ser o maior do gênero nos Estados Unidos. O evento terá seis jogos de tabuleiro: Ascension, Munchkin, Epic Spell Wars II, Nevermore, Villagers & Villains, e King of Tokyo. O prêmio em dinheiro total deve ficar na casa dos US$ 250 mil. E se der certo, pode abrir portas para um mundo novo (e mais rico) para os fanáticos por jogos de tabuleiro. Já pensou?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil