Campos e quadras
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Campos e quadras
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Campos e quadras
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Jogador de rúgbi leva juiz a nocaute e chama time inteiro para a briga

Tapa Da Pantera
há 6 meses1.3k visualizações

Aconteceu na França, durante uma competição JUVENIL de rúgbi. Sim, juvenil. Para atletas com menos de 18 anos. Por isso, chocou todo mundo. Um atleta, após discordar da marcação do árbitro, deu um enorme soco na cara do oficial, que foi a nocaute imediatamente.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Jogador de rúgbi leva juiz a nocaute e chama time inteiro para a briga

E não foi só isso. Enquanto o juiz estava caído no chão, aparentemente inconsciente, o valentão partir para a briga com os atletas que chegavam para tentar acalmá-lo. A cena lembra briga de rua, com uma pessoa disparando socos em todas as direções e gente se agarrando até no chão. Veja o nível da violência no vídeo abaixo:

Por ser um torneio juvenil, o nome do brigão, que jogava no Saint-Esteve, não foi divulgado. O juiz foi levado ao hospital, e a partida, que tinha só 25 minutos de andamento, foi suspensa. Uma comissão disciplinar vai analisar o incidente, e existe a chance de o atleta ser banido para o resto da vida.

O mais chocante de tudo é que o rúgbi é um esporte em que a figura do árbitro é autoridade incontestável. Na modalidade, reclamar de uma marcação é um gesto antiesportivo. Os juízes também são muito educados ao explicar os porquês de suas decisões (sim, é bem diferente do futebol).

“Isto não é futebol”

O famoso vídeo acima dá uma ideia perfeita de relação juiz/atleta em uma partida de rúgbi. O camisa 9 do time gesticula reclamando da marcação, então o juiz Nigel Owens chama ele de lado e, calmamente, explica a regra. Em seguida, diz: “Não acho que a gente se encontrou antes, mas eu sou o árbitro neste campo. Não você. Fique com o seu trabalho, e eu farei o meu. Se eu ouvir você gritando por qualquer motivo de novo, vou punir você. Isto não é futebol. Ficou claro?”

Você precisa ver esse gesto incrível de solidariedade na Maratona de Londres

Tapa Da Pantera
há 6 meses5.1k visualizações

Fair play, solidariedade, humanidade. Chame como quiser. Sorte nossa que para cada falta desleal, para cada gesto teatral, para cada pênalti cavado o mundo do esporte nos brinda com um momento bacana ou um gesto que nos faz acreditar mais na vida e na civilização. Foi assim neste fim de semana, na Maratona de Londres.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Você precisa ver esse gesto incrível de solidariedade na Maratona de Londres

O nome do “herói” do dia é Matthew Rees, que praticamente abandonou a prova - certamente, abandonou sua chance de fazer um belo tempo - para ajudar outro corredor a terminar a prova de 42 quilômetros. Aconteceu a 200 metros do fim, quando David Wyeth sofreu de exaustão e perdeu completamente a coordenação motora.

Tão perto da linha de chegada, muitos corredores ignoraram o estado de Wyeth. Rees, não. Ele parou para acudir o colega corredor e, com a ajuda de um funcionário da Maratona de Londres, ajudou Wyeth a completar a prova. A cena é comovente. Veja abaixo.

No pelotão de frente, os campeões da prova foram Mary Keitani e Daniel Wanjiru - ambos quenianos. Na prova de cadeira de rodas, Devdi Weir, dono de seis medalhas de ouro olímpicas, foi o campeão pela sétima vez. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil