Campos e quadras
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Campos e quadras
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Campos e quadras
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Pra rever até cansar: 10 vezes em que Messi foi espetacular em 2016

Tapa Da Pantera
há 10 meses137 visualizações
Pra rever até cansar: 10 vezes em que Messi foi espetacular em 2016
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

1. Gol de falta contra os EUA

Na Copa América Centenário, Messi fez um dos seus gols de falta mais bonitos da carreira. Sim, a gente sabe que ele já fez muitos, mas não, não é exagero. 

2. Drible contra o Chile

Nem tudo termina em gol, mas essa sequência contra o Chile é daquelas que desequilibram qualquer partida.

3. Assistência de bicicleta

O gol foi de Luis Suárez, mas a obra-prima foi de Messi.

4. Passe de pênalti

De novo, de Messi para Suárez. Só que de pênalti. Precisa ver pra entender (e acreditar!). 

5. Entre as pernas do goleiro

Entre as pernas e entre as mãos do goleiro da Bolívia. O lance foi anulado porque o bandeira marcava impedimento, mas o goleirão não tava sabendo, não…

6. Gol de falta contra a Colômbia

A Argentina estava em crise e vinha de uma derrota feia para o Brasil. Aí Messi fez isso nas Eliminatórias…

7. O juizão como escudo

A genialidade está nas pequenas coisas. Como nesse raciocínio rápido, ao perceber que poderia usar o juizão para se proteger do defensor.

8. Dribles contra a Bolívia

Quatro defensores ficaram pelo caminho. Não foi gol, mas a gente fica com essa mágica pra ver.

9. Golaço contra o Osasuña

Não precisa de muito espaço nem de arrancada. Bobeou, Messi cravou.

10. Dois lances, oito dribles, dois gols

Contra o Espanyol, Messi foi decisivo em dois gols. Em ambos, deixou quatro zagueiros, no chão. 

Loucura na NFL: o passe para touchdown mais 'pesado' da história

Tapa Da Pantera
há 10 meses116 visualizações

Normalmente, a posição de quarterback - o armador, a cabeça pensante do time - exige jogadores altos, ágeis, capazes de lançar a bola oval com precisão a longas distâncias. É por isso que até ontem JaMarcus Russel, 1,98m e 120 quilos, era o jogador mais pesado a lançar para um touchdown em um jogo oficial da NFL.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Loucura na NFL: o passe para touchdown mais 'pesado' da história

Isso, claro, até o domingo de Natal de 2016, quando o grandalhão Dontari Poe, 157 quilos não-tão-bem distribuídos num corpanzil de 1,91m, surpreendeu todo mundo e completou um passe para touchdown a vitória do Kansas City Chiefs sobre o Denver Broncos por 33 a 10. Olha só o lance:

Nua situação normal, Poe não deveria estar ali. Ele é jogador de defesa - e dos bons. Sua tarefa normal é bloquear os corredores do adversário e, se possível, chegar e derrubar o quarterback do outro time. Então, como diabos ele foi parar numa jogada do ataque de Kansas City?

A explicação é simples. Justamente por quase nunca participar do ataque, Poe sempre chama a atenção dos rivais quando entra. E aí virou uma espécie de curinga dos Chiefs. Por ser pesadão, os adversários normalmente acham que ele vai para uma corrida daquelas de sair levando tudo que tem pela frente. Mas aí ele entra e faz como fez no ano passado, pulando para marcar um touchdown contra o San Diego Chargers.

Ou então Poe entra pra receber um passe quando todo mundo achava que ele ajudaria no bloqueio para alguém correr. Foi assim contra o Oakland Raiders em outubro de 2016.

Então, quando Poe entrou em campo contra Denver e ficou alinhado ali no meio, todo mundo esperava que ele fosse correr e trombar com todo mundo. E ele engana geral justamente quando finge que vai dar uma abaixadinha pra tentar passar ali no meio. Quando ele levanta e pula, pega a defesa toda de surpresa, e o recebedor fica sozinho para receber o passe!

Resumindo? Dontari Poe é muito mais do que uma carinha bonita na NFL. E agora, com um passe para touchdown saindo das mãos desse corpanzil de 157 quilos, parece que o rapaz vai manter esse recorde por muito tempo. Afinal, não é qualquer dia que alguém quebra uma marca por 37 quilos de diferença!

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil