Êta mundão doido!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Êta mundão doido!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Êta mundão doido!
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Casal é preso na Rússia acusado de canibalismo de 30 pessoas

DaniBoy
há 24 dias184.2k visualizações

Quando um celular perdido foi encontrado em uma rua de Krasnodar, na Rússia, ninguém poderia imaginar o que estaria nele. E graças a uma foto que estava no aparelho a polícia russa prendeu um casal acusado de 30 assassinatos. Mais que isso: de assassinato e canibalismo.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

A imagem encontrada no celular mostrava um homem com uma vítima desmembrada. Os policiais logo localizaram o suspeito e no dia seguinte, segundo a agência de notícias RIA Novosti, prenderam Dimitri e Natalia Bakshee.

Esse é um dos casos mais horríveis de canibalismo já registrado no país e talvez no mundo. Apesar de inicialmente os dois terem negado qualquer envolvimento com os crimes, eles logo confessaram o assassinato de duas pessoas. Mas o número era maior que isso e a prova estava à mostra para quem quisesse ver: foram encontrados sete sacos/potes com pedaços de 30 corpos humanos na geladeira da casa do casal, além de fragmentos de pele.

Segundo a polícia, a prática do canibalismo começou em 1999. E após cometer os crimes, Dimitri e Natalia guardavam os pedaços dos corpos para consumir depois. Até agora sete vítimas foram identificadas. As autoridades apuram ainda se o casal é responsável por outros assassinatos na região.

Casal é preso na Rússia acusado de canibalismo de 30 pessoas

A cidade de Krasnodar fica no sudoeste da Rússia e tem cerca de 800 mil habitantes.

Casal é preso na Rússia acusado de canibalismo de 30 pessoas

#polícia #lugares #assassinato #canibalismo #comportamento

Cachorro é pego no doping com cocaína, e técnico dá desculpa bizarra

Tapa Da Pantera
há um mês137.6k visualizações

A história parece uma daquelas lendas urbanas que seu bisavô contou para seu avô, que passou para seu pai e que você, um dia, vai contar para os filhos. Esta aqui, porém, é verdade. É o caso de um cachorro campeão - ou “atleta canino”, como preferem no meio - de corridas que foi flagrado no antidoping.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Cachorro é pego no doping com cocaína, e técnico dá desculpa bizarra

Para começar, não foi um antidoping. Foram três. E mais: a substância ilegal encontrada era cocaína. Quando um caso desses acontece, a culpa é do dono e do treinador - e não do bicho. No caso, um cidadão chamado Kay Murphy é o proprietário. O outro, de nome Graham Holland, é o treinador. O animal da foto acima (Reprodução/YouTube), que atende por Clonbrien Hero, venceu o Irish Laurels deste ano (veja no vídeo abaixo).

Até o teste positivo, mesmo sendo por cocaína, a história não era tão curiosa. O que a deixou mesmo apetitosa foi a explicação. Holland diz não fazer ideia de como o cachorro entrou em contato com a droga, mas levantou uma hipótese, e ela é fantástica!

Holland especula que é possível passar traços de cocaína para outra pessoa - ou, no caso, animal - depois de lidar com dinheiro. Ele afirma que quando um cachorro ganha uma corrida, ele ganha tapinhas na cabeça. Se as pessoas têm cocaína nas mãos, isso pode passar para o cachorro e vai aparecer na urina dele.

Huuum, será mesmo? Seria o tipo de coisa que acontece TRÊS VEZES, amigão? A teoria do treinador pode estar baseada no estudo feito em 2007 (10 anos atrás!), que mostrou haver traços de cocaína em 100% do dinheiro em circulação na Irlanda. É assustador, mas é verdade, gente. Mas daí a essa cocaína sair da mão para a cabeça de um cachorro e, depois, para a bexiga do animal… Difícil de acreditar, né?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil