Êta mundão doido!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Êta mundão doido!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Êta mundão doido!
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Quando um CD do Nickelback vira arma da polícia contra motoristas bêbados

Tapa Da Pantera
há 10 meses147 visualizações

Sabe quando aquele amigo seu odeia tanto um tipo de música que você começa a usar isso pra irritar? Tipo quando ele enche seu saco e você, pra devolver na mesma moeda, coloca aquele som pra ver se espanta o cara, sabe? Então… a polícia canadense vem fazendo isso contra motoristas bêbados. E usando Nickelback! 

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Quando um CD do Nickelback vira arma da polícia contra motoristas bêbados

A história é a seguinte: o departamento de polícia de Kensington, no Canadá, resolveu apostar numa campanha criativa para incentivar o pessoal a não beber antes de dirigir. E o post deles no Facebook dizia assim: “se você é tolo a ponto de dirigir depois de beber, um pouquinho de Chad Kroeger e seus amigos é o presente perfeito pra você.”

Sim, Chad Kroeger, o vocalista do Nickelback, é o sujeito da frase. O texto da polícia ainda dizia que o CD Silver Side Up, de 2001, ainda estava no plástico, lacradinho. O que eles queriam mesmo é manter o álbum fechado, sem forçar ninguém a esse tipo de tortura cruel nickelbackiana.

E não é só no Canadá que música pop rock irrita as pessoas, viu? Nos EUA, já rolou até caso de uma mulher que chamou a polícia porque o vizinho não parava de assoviar uma música do Semisonic. Acredita? Não? Então clica aí.

O dia em que o FBI perdeu uma batalha contra uma árvore

Tapa Da Pantera
há um ano145 visualizações

Até o grande e poderoso FBI, aquele que a gente vê perseguindo implacavelmente todo tipo de bandido no cinema, tem seus dias de PM do Rio de Janeiro. Pois a enorme instituição americana perdeu uma batalha contra… uma árvore!

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
O dia em que o FBI perdeu uma batalha contra uma árvore

A história é engraçada. O escritório de Miami do FBI decidiu encomendar uma obra de arte moderna pra decorar sua entrada. Sabe como é… Quanto mais pomposo o prédio, mais respeito impõe. Pelo menos tem gente que pensa assim.

Então uma artista americana chamada Ursula von Rydingsvard, especializada em esculturas de madeira, criou essa peça chamada “Cedro”, que custou US$ 750 mil aos cofres do serviço americano. Mas os caras têm dinheiro, né, então tudo bem.

Mas aí veio o que ninguém esperava. Um monte de agente do FBI começou a cair doente. Mal-estar, dificuldade de respiração, rinite, tosse, todo tipo de problema. Um dos agentes, inclusive, teve de ser levado ao hospital e ficou lá por 11 duas.

E então o que o serviço médico do FBI descobriu? Que o cedro vermelho utilizado pela artista provocava alergias. Pra manter a pose, o CDC (Centro de Controle de Doenças) não apontou a obra de arte como causa definitiva dos problemas de saúde, maaaaas por via das dúvidas, o FBI se desfez da escultura.

No fim das contas (e que contas!), a obra custou US$ 1,2 milhão porque o FBI teve de pagar o custo do transporte da árvore até um armazém. E, coincidência ou não, os casos de alergia terminaram…

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil