Na vitrola
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Na vitrola
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Na vitrola
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Essas 3 dicas simples vão fazer você finalizar como os melhores no FIFA 17

Tapa Da Pantera
há 5 meses855 visualizações

FIFA 17 é um game com muitos recursos, todo mundo sabe disso. Há uma infinidade de dribles e possibilidades para fazer com a bola o que você quiser, e tem gente que passa horas memorizando e treinando combinações de botões pra confundir a vida dos adversários. O que nem todo mundo percebe, porém, é que é possível ser um grande jogador de FIFA 17 usando apenas comandos simples. Como esses três abaixo, que são os mais eficientes nos chutes a gol.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Essas 3 dicas simples vão fazer você finalizar como os melhores no FIFA 17

1. Chute rasteiro

Quando usar: de dentro da área, de preferência cara a cara com o goleiro
O que fazer: chutar sempre cruzado
Como fazer: apertar o botão de chute de leve, usando no máximo duas barras de potência.
O que não fazer: nunca usar mais de duas barras; e nunca mirar na trave mais próxima de seu atacante.

O vídeo abaixo, do YouTuber Krasi, mostra a técnica com perfeição:

2. Chute colocado

Quando usar: de dentro ou de fora da área
O que fazer: chutar cruzado, mirando na trave mais longe
Como fazer: posicione o atacante virado para a trave mais longe e aperte o botão de chute junto com o R1, usando entre duas e duas barras e meia de potência
O que não fazer: nunca faça o atacante chutar com seu pé “ruim”. Isso vai diminuir consideravelmente suas chances de fazer o gol.

3. Chute com efeito

Quando usar: em chutes de fora da área
Como fazer: mire no gol adversário, use três barras de potência e, enquanto carrega as três barras, gire o direcional esquerdo para uma das traves. É esse último giro do direcional que cria o efeito. 

Os 15 refrões mais famosos que você não consegue não cantar

Tapa Da Pantera
há 5 meses530 visualizações
Os 15 refrões mais famosos que você não consegue não cantar
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Não importa o estilo, o ritmo ou o artista. Se você ouve música o bastante, cedo ou tarde vai ficar com aquele refrão tatuado na mente. Às vezes, é um refrão que você odeia, mas ele fica lá, girando e girando na sua cabeça como um disco quebrado. Alguns, é claro, são mais famosos do que outros. E os mais famosos estão aqui:

15. Starman (David Bowie)

Na pior das hipóteses, você já ouviu e memorizou o refrão de O Astronauta de Mármore, música do Nenhum de Nós que foi um enorme hit no Brasil. A versão em português foi amada pelo público e odiada pela crítica. Mas o que importa é que tudo começou com Bowie. Ouça e tente não ficar repetindo o refrão como um bobo quando sair na rua.

14. All The Small Things (Blink 182)

Talvez seja o refrão mais marcante do punk-pop (embora seria possível discutir o post com alguns hits de Green Day e Offspring). O brilho de All The Small Things é a simplicidade. A combinação da guitarra e da bateria marcantes com o simples e repetitivo “na na na na na na na na na na” é perfeita para a letra, o clipe, tudo.

13. Everlong (Foo Fighters)

Há quem chame Foo Fighters de punk, mas também há quem não rotule a banda assim há muito tempo. De qualquer modo, Everlong deixa para trás a origem punk da banda e fica marcada com o refrão otimista que imagina se um dia algo tão bom pode durar pra sempre: “And I wonder / When I sing along with you / If everything could ever feel this real forever.

12. Enjoy The Silence (Depeche Mode)

O technopop europeu dos anos 80 chegou aos EUA em janeiro de 1990 com uma mistura perfeita de letras bem trabalhadas e encaixadas gloriosamente em batidas eletrônicas.

11. Enter Sandman (Metallica)

Quem acha que metal não tem refrão pegajoso nunca ouviu Metallica (ou Iron Maiden, mas chegaremos na banda britânica mais à frente) e Enter Sandman, a estrela maior do Black Album, que sacudiu o cenário no começo dos anos 1990. A música é chamada por aí de “canção de um riff só”, o que tem sua dose de verdade, mas o brilho de Hetfield e cia. aqui foi criar vários ambientes em cima desse riff, que também é a base de um refrão memorável.

10. Alive (Pearl Jam)

Muita gente não entende o que Eddie Vedder canta em tantas das músicas do Pearl Jam, mas ninguém se confunde com “Hey, I / I’m still alive”. É simples, passa sua mensagem e fica gravada para sempre em algum canto do seu cérebro.

9. Livin’ On A Prayer (Bon Jovi)

Poucas bandas de rock tem tantos hits pegajosos como Bon Jovi. E nenhum desses hits supera Livin’ On A Prayer. “Oooooh, we’re halfway there…” brilha muito. É sucesso eterno nos karaokes. A lamentar, apenas o fato de todo mundo, em todo bar do planeta, achar que consegue alcançar as mesmas notas de Jon Bon Jovi.

8. Song 2 (Blur)

De 1997, ano de seu lançamento, até meados da década de 2000, Song 2 se tornou aparentemente a música “oficial” de DJs para alguma introdução emocionante. De videogames a jogos de tênis, o hit do Blur jogava todo mundo para cima quando chegava no verso “when I feel heavy metal”, mesmo que muita gente não entendesse o que estava cantando.

7. Pride (In The Name Of Love)

De tantos hits, era difícil escolher unzinho só do U2, mas Pride, com sua intro marcante de guitarra e a evolução que termina no épico verso “what more in the name of love”, é imbatível.

6. Sex On Fire (Kings Of Leon)

Sex On Fire foi sucesso em rádio, ao vivo e em boates. Sim, o sucesso do Kings of Leon fez até a rara transição para o mundo das músicas de rock que têm seu refrão gritado por um salão cheio de gente dançando numa casa noturna. Caso raro.

5. Empire State of Mind (Jay-Z e Alicia Keys)

Adeus, Sinatra. Oi, Alicia Keys e Jay-Z. Por um tempo, foi impossível ver um programa sobre Nova York sem Empire State of Mind rolando no fundo. A música desbancou a clássica New York, New York com citações a LeBron James, Bob Marley e ao World Trade Center. É o novo hino nova-iorquino.

4. Don’t Look Back In Anger (Oasis)

Noel cravou o refrão dessa canção estilo Beatles cantando à perfeição a sequência “and so, Sally can’t wait / she knows it’s too late as we’re walking on by”. Brilhante.

3. Plug In Baby (Muse)

Certamente, não é a mais famosa das músicas desta lista. Talvez seja até a menos conhecida. Mas experimente ouvir o vídeo acima até 1’30” e não começar a catar “plug in, baybaaaaaaay” sozinho.

2. Run To The Hills (Iron Maiden)

Olha o metal de volta por aqui. A épica Run To The Hills, de 1982, fala das batalhas entre índios e brancos europeus durante a colonização americana. A letra é brilhante e tudo termina no refrão “run to the hills / run for your lives” que é cantado em coro até hoje, 35 anos depois, em todo show da Donzela de Ferro. Não por acaso, Steve Harris, Bruce Dickinson e companhia frequentemente fecham seus show com ele.

1. Mr. Brightside (The Killers)

A revista Vice já elegeu Mr. Brightside a nova Stairway To Heaven. A letra tem muito a ver com isso, e o refrão é apenas perfeito. De “jealousy turning saints into the sea” até “open up my eager eyes cuz I’m Mr. Brightside”, Brandon Flowers canta a plenos pulmões de maneira raramente inspiradora. E se a versão de estúdio já é gloriosa, experimente clicar no vídeo acima e vê-la ao vivo. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil