Na vitrola
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Na vitrola
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Na vitrola
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Uma revista elegeu a 'Stairway to Heaven' dos Millenials. Sabe quem ganhou?

Tapa Da Pantera
há 7 meses157 visualizações
Uma revista elegeu a 'Stairway to Heaven' dos Millenials. Sabe quem ganhou?
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Uma composição de rock, fácil de reconhecer logo nos primeiros segundos e comovente já de cara, mas que ainda vai mais longe depois de alguns versos. Essa é Stairway To Heaven, o maior dos clássicos do Led Zeppelin. Lançada em 1971, a canção conquistou gerações e tornou-se numa daquelas músicas sem época. Dá para ouvir hoje, mais de 45 anos depois, e se emocionar.

Mas será que a indústria da música produziu algo tão forte nos últimos anos? Qual seria a Stairway dos millenials, aquele grupo que nasceu entre a década de 1980 e os primeiros dos anos 2000? A revista Vice resolveu nomear várias candidatas e fazer uma espécie de torneio entre elas. E sabe quem ganhou?

Sim, “Mr. Brightside”, da banda de Las Vegas The Killers, é a nova Stairway? Mas por quê? Não é difícil entender a lógica. Segundo a revista, Birghtside traz um riff de guitarra trabalhado, daqueles que todo mundo quer tocar numa loja de instrumentos, a letra em primeira pessoa leva o ouvinte a viajar por todo tipo de emoção - luxúria, raiva, triunfo - e “cada segundo dessa canção é como o primeiro momento de uma vida alternativa possível.”

Mr. Brightside, vale lembrar, foi uma das primeiras composições dos Killers, e dá para notar o entusiasmo de Brandon Flowers e Dave Keuning. E como se a versão original não fosse brilhante o bastante, os Killers fazer uma versão gloriosa dela ao vivo. É imbatível.

O “torneio” da Vice dividiu as músicas em duas espécies de conferências. Uma americana e outra inglesa. Mr. Brightside venceu o lado americano ao superar Maps (Yeah Yeah Yeahs), In The End (Linkin Park) e Runaway (Kanye West). No lado britânico, a vencedora foi Fix You (Coldplay), deixando para trás músicas como Chasing Cars (Snow Patrol), Take Me Out (Franz Ferdinand) e Feel Good Inc (Gorillaz). Na finalíssima, Brightside bateu Fix You.

7 fones de ouvido que entraram para a história

Tapa Da Pantera
há 7 meses115 visualizações

Gadgets marcam gerações, não importa em que momento da história. Aquele vídeo de Steve Jobs apresentando o primeiro iPhone, com tantos recursos que são banais hoje, apenas dez anos depois, é icônico. É sempre assim com novidades. Elas marcam pessoas, épocas e modas. Não importa se são carros, TVs, lanchonetes ou fones de ouvido. Sim, fones de ouvido. Eles forma inventados lá atrás, no século XIX, e chegaram ao século XXI ainda como símbolos de evolução tecnológica. Vamos lembrar?

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

1. O primeiro (1891)

7 fones de ouvido que entraram para a história

Sim, os primeiros fones de ouvido foram inventados no século XIX, quando Thomas Edison montou uma espécie de estetoscópio com saídas de som em duas extremidades. A primeira patente, no entanto, é essa da imagem, do engenheiro elétrico francês Ernest Jules Pierre Mercadier.

2. Nathaniel Baldwin (1910)

7 fones de ouvido que entraram para a história

Nathaniel Baldwin era um engenheiro elétrico mormon. A história dá a ele o título de inventor do fone de ouvido “moderno” por causa desse modelo, inventado em 1910. A Marinha americana comprou esses fones para seus operadores de rádio.

3. Beyerdynamic DT48 (1937)

7 fones de ouvido que entraram para a história

Esse modelo alemão até se parece com alguns de hoje em dia - aqueles que apostam em visuais diferente e cobram fortunas por isso. A alemã Beyerdynamic ainda fabrica drivers de som bastante usados hoje em dia, e o modelo da foto, o DT48, foi fabricado até 2012 - com versões modernizadas, claro.

4. Koss SP/3 (1958)

7 fones de ouvido que entraram para a história

A americana Koss fez uma parceria com o engenheiro Martin Lange para desenvolver o primeiro fone estéreo, o SP/3.

5. Walkman (1979)

7 fones de ouvido que entraram para a história

Quase todo mundo nascido nas décadas de 1970 e 1980 já teve um fone assim, com uma estrutura frágil de plástico e espumas entre os ouvidos e a saída de som. Foi a maneira encontrada pela Sony de popular o Walkman, seu tocador de cassetes portátil. A saída de 3,5mm ainda é usada até hoje.

6. Bose Quiet Comfort (2000)

7 fones de ouvido que entraram para a história

Aqui há um salto de qualidade gigante. O Dr. Amar Bose, fundador da empresa, desenvolveu uma tecnologia de cancelamento de ruído. Assim, o usuário escuta apenas o que sai dos fones - e não interferências externas, como o barulho dos motores de aviões. O modelo da Bose usa microfones externos para captar os ruídos e cancelá-los. Essa tecnologia foi usada pela Bose já em 1986, para proteger os ouvidos de pilotos, mas só chegou às lojas no ano 2000.

7. Beats by Dr Dre Studio (2008)

7 fones de ouvido que entraram para a história

A qualidade se une ao estilo. O fone, embora muito bom, não tem nada de realmente especial, mas o sucesso de vendas foi estrondoso graças ao visual e à associação com atletas, rappers e todo tipo de celebridade contratada para usá-lo em público. O modelo da Beats é considerado o grande responsável por reaquecer o mercado de fones de ouvido. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil