Que bruxaria é essa?!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Que bruxaria é essa?!
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Que bruxaria é essa?!
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

5 soluções caras que a publicidade vendeu para problemas inexistentes

Tapa Da Pantera
há 6 meses764 visualizações

Há quem diga que o mundo da publicidade existe com uma única função: criar um problema para, em seguida, fazer dinheiro vendendo uma solução. Pode não ser uma verdade absoluta, mas não deixa de ter sua dose de razão.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
5 soluções caras que a publicidade vendeu para problemas inexistentes

E, no mundo atual, com tanta coisa sendo inventada a todo tempo, a publicidade é ainda mais essencial. Só que tem horas que o povo passa do limite. Foi o que aconteceu nesses cinco casos abaixo, quando tentaram nos vender soluções caras para problemas que nunca existiram de verdade.

1. Juicero

É “o” assunto do momento no mundo do marketing. O Juicero é uma máquina que custava US$ 699, com WiFi e tudo mais, que tinha uma grande função: esmagar pedaços de frutas e fazer um suco saborosíssimo. Um detalhe importante: ele só esmaga frutas que vêm dentro de sachês feitos especialmente para o Juicero e que custam entre US$5 e US$ 8 cada. 

Só que aí veio a bomba. O canal Bloomberg News fez uma experiência e mostrou para o mundo todo ver. O Juicero - a máquina - é completamente dispensável. Se você comprar os sachês e espremer com as mãos, o resultado é o mesmo. E nem precisa de tanta força assim, já que os pedaços de fruta dentro dos sachês já vêm pré-amassados. Logo, você deixa de gastar US$ 700!

2. HelloFresh

Você paga uma assinatura e recebe comida fresca na porta de casa para você preparar. Não é aquela comida congelada que vai facilitar sua vida. É como se alguém fosse ao mercado para você, mas tudo vem numa quantidade certinha, medido e pesado para cada refeição. Na real, só poupa seu tempo de ir ao mercado. Você ainda precisa cortar, descascar, temperar, assar, etc, e tal.

3. Washboard

5 soluções caras que a publicidade vendeu para problemas inexistentes

Era uma startup americana para tratar de um problema bem americano: a falta de moedinhas para usar nas lavanderias (porque lá ter máquina de lavar em casa é algo bem menos comum do que no Brasil). Pra resolver esse “problema”, criaram uma solução que aqui a gente chamaria de câmbio negro: você paga US$ 27 e recebe um saquinho com 80 moedas de US$ 0,25. É como se você pagasse 33 centavos por cada moedinha de 25. Óbvio que não tinha futuro.

4. Caneta espacial

Como escrever no espaço, onde a gravidade é zero e a tinta não fica sempre concentrada na parte da caneta que não fica mais próxima do papel? A NASA tinha esse problemão. Por isso, uma empresa chamada Fisher gastou US$ 1 milhão para desenvolver a caneta espacial, que usava ar pressurizado em um cartucho vedado. Isso forçava a tinta a sair sempre pela frente da caneta. Funcionava no espaço, na Terra e até embaixo d’água. E gastaram UM MILHÃO DE DÓLARES para isso. Os russos resolveram o mesmo problema usando lápis.

5. The Eye

Esse aqui é realmente criativo. Sabe a pessoa que precisa andar com dois smartphones ao mesmo tempo? Um para o trabalho e outro pessoal, sabe? Então… Para isso, foi criado o “The Eye”, uma capa de iPhone que também é um telefone Android que fica grudado ao seu iPhone. E você paga US$ 189 por isso, também perdendo o uso das duas câmeras principais. Curtiu? Não? Uma fita adesiva também resolve se você tiver esse “problema”.

Esses 5 cabos de alto-falante custam mais que o seu carro

Tapa Da Pantera
há 6 meses899 visualizações

Você, eu e um monte de pessoas “normais” que não pertencem à classe AAAAA não fazemos ideia, mas existe um mundo gigantesco de produtos feitos só para os Gates, Bransons e Zuckerbergs da vida. Gente que ganha bilhões e está sempre nas listas de pessoas mais ricas do mundo. Quer ver um exemplo bobo? Cabos de alto-falante? Você sabia que existe uma dúzia de fiozinhos assim que custam provavelmente mais do que o seu carro? Não? Então olha só.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

1. Cardas Clear Beyond

Esses 5 cabos de alto-falante custam mais que o seu carro

Comecemos por um “baratinho”. O Clear Beyond é construído com condutores Litz, que usam vários pequenos fios que são unidos para formar condutores mais largos. Em tese, simples. Eles custam a bagatela de US$ 13.490 o par. Em reais, isso dá mais ou menos R$ 42 mil. Ou seja, o preço de um Chevrolet Onix. É o que esse mundo dos ricos e famosos deve chamar de “cabo popular”.

2. Nordost ODIN 2 Supreme Reference

Esses 5 cabos de alto-falante custam mais que o seu carro

Um cabo com nome de divindade nórdica. Já sentiu o drama, né? Esse modelo é feito com um processo que envolve propileno etileno fluorado, o que faz com que os condutores usem o ar como dielétrico (isolador de eletricidade). O par desses bichinhos aqui com mais ou menos um metro de comprimento custa US$ 30 mil, o que dá uns R$ 95 mil. Com esse dinheiro, dá para viajar até Asgard, onde, segundo a mitologia, era onde morava Odin, o principal deus do clã mais importante entre os nórdicos. Ou então você pega esse dinheiro e contrata um dos atores de “Os Vingadores” para uma festinha particular.

3. AudioQuest Tree Series WEL Signature

Esses 5 cabos de alto-falante custam mais que o seu carro

Cada um desses cabos tem 16 componentes de prata armados em espiral. Eles usam uma sequência com de componentes com base de carbono com várias camadas que funciona como sistema de dissipação de ruído. Se você não entendeu o tecniquês, não se preocupe. Um par desses cabinhos custa US$ 76 mil dólares, o equivalente a mais ou menos R$ 240 mil reais. Sai mais barato comprar dois Honda Civic.

4. MIT ACC 268

Esses 5 cabos de alto-falante custam mais que o seu carro

Esse MIT não é aquela famosa faculdade de Massachusetts. Aqui, é Music Interface Technologies porque o fabricante não chama seus cabos simplesmente de cabos. Eles são “interfaces”. Nome chique pra valorizar o produto, mas o negócio é mesmo sofisticado. Os cabos, ou melhor, interfaces, vêm com uma caixa-console que permite ajustar a circulação do sinal enviado às caixas de som. Isso é para que o som fique melhor dependendo de como a sala está organizada, da temperatura e outros fatores. Isso tudo faz o preço chegar a US$ 80 mil - o equivalente a uns R$ 250 mil. Dá pra comprar um Jeep Grand Cherokee Limited, a edição completa. Ele aliás, já vem com nove alto-falantes.

5. Kimber Kable KS 6068

Esses 5 cabos de alto-falante custam mais que o seu carro

Ouvindo esse nome, é capaz de você pensar primeiro numa personagem de Full House, mas não se engane. A Kimber Kable só faz coisa de altíssimo nível. Deixando o tecniquês de lado, são cabos grossos e com especificações extremas. E um cabo com 10 metros de comprimento custa US$ 82 mil. Ou uns R$ 260 mil. Ou dois Ford Fusion completinhos. Aliás, você sabia que cada Fusion vem com 11 alto-falantes?

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil