Über Ales
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Über Ales
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Über Ales
ic-spinner
Everyone has a story to tell
Find the best stories to read and people to follow. Get inspired and start writing great stories yourself or with your friends. Share and let the world know.

7 cervejas fortes demais até para monges

Todo ano, em Munique, é realizada a Starkbierfest, uma espécie de festival de cervejas fortes e que foram criadas originalmente por monges. O curioso é muitas dessas cervejas mais fortes como bock e doppelbock (dupla bock) foram criadas para os monges beberem durante períodos de jejum, enquanto hoje em dia muitos cristãos evitam álcool nesse mesmo período, que vai da quarta-feira de cinzas até a Páscoa.

Collaborate with friends on topics you love
Request co-authorship ▸

Uma cerveja como a Salvator, criada por monges paulinos (daí o nome da atual cervejaria Paulaner), que tem 7,7% de teor alcoólico, era forte o bastante para a época. Chamavam de “pão líquido”, inclusive. Só que hoje em dia existem cervejas tão mais fortes que nem os monges aguentariam…

1. Utopia (Samuel Adams) - 28% de teor alcoólico

7 cervejas fortes demais até para monges

Fabricada pela americana Samuel Adams, a Utopia vem numa garrafa de cerâmica que parece um bule de cobre. Ela é envelhecida por 22 anos em barris de scotch, bourbon, conhaque e brandy. A Sam Adams coloca no mercado uma nova safra a cada dois anos, cobrando cerca de US$ 200 por garrafa. É a mais cara dos Estados Unidos.

2. Tactical Nuclear Penguin (BrewDog) - 32%

7 cervejas fortes demais até para monges

Quando foi lançada em 2009, esta cerveja era a mais forte do mundo. É uma imperial stout que é congelada e, em seguida, os líquidos congelados são retirados para deixar mais álcool. É para consumir em doses pequenas, como um uísque.

3. Schorschbock 40 (Schorschbräu) - 40%

7 cervejas fortes demais até para monges

A cervejaria alemã queria desbancar a BrewDog e, no fim de 2009, lançou essa eisbock com 40% de teor alcoólico.

4. Sink the Bismarck! (BrewDog) - 41%

7 cervejas fortes demais até para monges

A corrida era declarada. Em 2010, os escoceses da BrewDog lançaram uma cerveja com referência à Alemanha. Era uma mensagem direta para a Schorschbräu. A Sink the Bismarck! era uma IPA quádrupla com o quádruplo de lúpulos, o quádruplo de amargor e congelada quatro vezes. Cada garrafa custava US$ 105 - ou seja, 40 vezes o preço de uma cerveja normal.

5. Black Damnation VI (Struise) - 39%

É feita com a base base de uma russian imperial stout, mas com estúpidos 39% de teor alcoólico. Essa série da Black Damnation nunca foi colocada à venda fora da microcervejaria De Struise, mas quem já provou em festivais garante que ela tem gosto de cerveja de verdade - apesar do álcool.

6. The End of History (BrewDog) - 55%

7 cervejas fortes demais até para monges

Era para ser o “fim da história” da disputa com os alemães da Schorschbräu. A “The End of History” é uma belgian ale, e só 12 garrafas foram lançadas naquele ano - ainda em 2010. Todas as garrafas vinham dentro de animais mortos e empalhados. A BrewDog só relançou a cerveja em 2016, durante uma campanha de crowdfunding. Quem doou US$ 20 mil ganhou uma garrafa como item de colecionador.

7. Schorschbock 57 (Schorschbräu) - 57%

7 cervejas fortes demais até para monges

Não, a cerveja dos animais mortos não foi o fim da história. A Schorschbräu, que já tinha lançado uma cerveja com 43% de álcool em 2010, contra-atacou em 2011 com uma bebida ainda mais forte: 57% de teor alcoólico. Apenas 36% garrafas foram produzidas e vendidas ao custo de 200 euros cada. A cervejaria colocou um ponto final na disputa, afirmando que é impossível alcançar um teor alcoólico mais alto sem violar a lei da pureza das cervejas alemãs, que resiste há mais de 500 anos. E fim de papo.

Infalível: 7 passos para você provar cerveja como um profissional

Hoje em dia, cerveja não é só aquela marca famosa que você compra no supermercado. A indústria se desenvolveu, o consumidor passou a entender do assunto, e o resultado é uma enorme variedade de aromas e sabores para você provar. E já que existe tanta cerveja diferente, que tal você aprender e apreciar todas essas variações.

Collaborate with friends on topics you love
Request co-authorship ▸

Uma ONG chamada BJCP, que em inglês significa Beer Judge Certification Program (em português, fica algo como Programa de Certificação de Jurado de Cerveja) desenvolveu um método para treinar jurados de concursos de cerveja. E esses jurados apreciam a bebida assim:

1. Sirva direito

Infalível: 7 passos para você provar cerveja como um profissional

Uma tulipa é sempre o melhor copo se você não tem copos específicos para weiss, bocks e afins. E incline o copo para servir a cerveja. Se não fizer espuma, é porque a cerveja tem baixa carbonização. Isso significa que você vai precisar virar a cerveja no meio do copo para fazer um pouco de espuma - sim, o “colarinho” é sempre necessário.

2. Enfie o nariz

Infalível: 7 passos para você provar cerveja como um profissional

Balance levemente o copo e, em seguida, coloque o nariz perto do líquido para dar várias fungadas. Uma boa dica aqui é colocar uma das mãos tapando o copo enquanto a outra mão gira a cerveja. Isso prende os aromas no copo e facilita seu trabalho de sentir os aromas.

3. Observe

Infalível: 7 passos para você provar cerveja como um profissional

Erga o copo na direção da luz e incline um pouco. Veja a cor, confira se é cristalina ou opaca e quanta espuma continua no copo. São muitas as variedades de estilo, cor e transparência. Não fique nervoso se você não entender as diferenças logo de cara. Você tem todo o tempo do mundo para conhecer (e beber!) vários estilos.

4. Volte a cheirar

Infalível: 7 passos para você provar cerveja como um profissional

Calma, ainda não está na hora de beber. Balance o copo outras vezes, sinta um pouco mais o aroma. A cerveja vai estar mais agitada depois dos três passos acima. Você vai notar diferenças no aroma.

5. Prove

Infalível: 7 passos para você provar cerveja como um profissional

Pronto, chegou a hora. No início, vire na boca apenas o suficiente para provar. Sinta a cerveja nos lábios, na língua, nos dentes e na gengiva. Quando engolir, mantenha a boca fechada e expire pelo nariz. Observe os sabores nos momentos diferentes: no primeiro contato com a boga, na hora de engolir e depois.

6. Prove de novo

Infalível: 7 passos para você provar cerveja como um profissional

Tome mais um gole, desta fez prestando atenção no peso (teor alcoólico) da cerveja. Compare mentalmente com outras cervejas do mesmo estilo que você já provou.

7. Curta

Infalível: 7 passos para você provar cerveja como um profissional

Relaxe. Respire fundo, cheire a cerveja de novo e prove mais uma vez. É aí que você começa a pensar na qualidade da cerveja em comparação com as que você já conhece. Se quiser, faça como os jurados: pegue um bloquinho de papel e vá fazendo um ranking de suas preferidas.

You've read the story folder
Story cover
written by
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil