Über Ales
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Über Ales
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Über Ales
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Estádio terá cerveja envelhecida em madeira de tacos de beisebol

Tapa Da Pantera
há 6 meses180 visualizações

O Atlanta Braves, time de beisebol da Major League Baseball, liga profissional de Estados Unidos e Canadá, vai inaugurar seu estádio nesta sexta-feira, dia 14 de abril. Quando os fãs entrarem pelos portões do SunTrust Park, terão, além do conforto de um estádio novinho em folha, uma novidade curiosa no setor de comes e bebes: uma cerveja envelhecida em madeira de tacos de beisebol!

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Estádio terá cerveja envelhecida em madeira de tacos de beisebol

Chamada de Chopsecutioner, a cerveja será uma IPA produzida pela terrapin Beer Company, da cidade de Athens, também no estado da Geórgia, onde fica Atlanta. No processo de fabricação, a cervejaria mergulha lascas de madeira de tacos após a fermentação. E assim a cerveja envelhece com “sabor de beisebol”.

A cerveja é uma versão mais leve da Hopsecutioner, a mais tradicional fabricada pela Terrapin, que tem 7,3% de teor alcoólico. Para o beisebol, a cervejaria preparou uma session IPA de 5% com 60 IBUs (IBU é a escala de amargor, e IPAs muito amargas passam de 100 IBUs).

O nome Chopsecutioner mistura a cerveja mais famosa da Terrapin com a famosa coreografia da torcida do Atlanta Braves, o chamado tomahawk chop, no qual os fãs gesticulam para cima e para baixo com um machadinho. Não entendeu? Então olha no vídeo.

A Chopsecutioner não vai ser a única opção da Terrapin no estádio novo. O cardápio ainda tem a On Deck IPA e a Swing Batter Brown Ale. 

Ele perdeu 34 quilos sem largar a cerveja, e você também pode

Tapa Da Pantera
há 6 meses329 visualizações

Brandon Nutting engordou na faculdade. Entrou no curso superior pesando 84 quilos e só parou de “crescer” quando chegou a 118. Quanto mais gordo, mais infeliz ficava. Mas aí o professor recém-formado conseguiu um emprego em outra cidade e decidiu que a mudança seria não apenas de endereço. Hoje, ele pesa os mesmos 84 de antes e fez isso tudo sem largar a cerveja. 

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Ele perdeu 34 quilos sem largar a cerveja, e você também pode

Qual o segredo de Brandon? Nenhum, na verdade. Quando saiu de Ohio e foi para a Dakota do Sul, ele simplesmente começou reduzindo as porções de suas refeições e concentrando no que gostava mais. Nada de dietas malucas. Ele comia ovos no café da manhã e não economizava no arroz com feijão, apesar de não ser brasileiro.

Brandon também decidiu começar a correr. Nada espetacular. Hoje em dia, já com 34 quilos a menos, ele corre de cinco a dez quilômetros duas ou três vezes por semana e pratica natação em outros dois dias. E sim, ele ainda come três ovos em todo café da manhã e não deixa de tomar uma cervejinha quando está vendo um jogo de futebol americano na TV.

O segredo, Brandon, garante, foi o equilíbrio. Uma rotina de exercícios ajuda a queimar gordura e manter a massa muscular, mas não faz o trabalho sozinha. É preciso reduzir as porções - o que ele fez. Mas ele dá uma dica essencial: coma feijão. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition mostrou que pessoas que comem feijão, lentilha ou ervilhas diariamente perdem peso com mais facilidade. 

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TapaDaPantera
Equipe Storia Brasil