RELACIONAMENTOS

A questão do timing

Giovana Penatti
Author
Giovana Penatti
A questão do timing

Pouco se fala sobre isso, mas, no fundo, a única coisa que precisa para duas pessoas ficarem juntas de verdade é timing.

Eu sei, parece racional demais falar em timing quando o assunto é amor. A gente nunca é racional quando fala disso e talvez eu só esteja sendo porque estou há tempo suficiente solteira para ter analisado demais cada desventura amorosa que me aconteceu (talvez eu pense demais) e chegado a alguma conclusão para justificar os vácuos levados ou para entender meu próprio desinteresse nos caras. E a minha conclusão, depois de todas as variáveis removidas, é esse o ponto em comum: se não tiver timing, não vai dar certo.

Você pode ter todos os interesses e implicâncias em comum com a outra pessoa, pode ter a rotina igual e tempo para se ver, pode ter o beijo que congela o tempo e o encaixe perfeito das mãos. Pode dormir abraçado, apresentar para os amigos, ir ao cinema no domingo, falar da pessoa para a família inteira, trocar mensagens antes de dormir e logo ao acordar, pensar na viagem do feriado, ter um apelido só de vocês. Se não tiver o timing certo, tudo isso vai ser só algo divertido que aconteceu por algum tempo.

Todo relacionamento precisa de dedicação. E as duas partes têm que estar afim de fazer isso, porque, por mais que as duas pessoas tenham tudo a ver, dividir a vida com outra exige saber ceder e também saber lutar pelo seu espaço. Tem que estar disposto a passar pelas negociações e pelos perrengues. Tem que estar no timing certo, as duas pessoas têm.

Quando tiver o timing, você vai descobrir interesses em comum e, se não tiver, cria; vai inventar tempo para se ver, cancelar os planos que já tinha feito, aprender um jeito de abraçar e de ver TV no sofá juntos que seja confortável. Pode ser que o timing esteja desajustado em anos; pode ser que seja em semanas. Pode ser até que o timing esteja correto, mas você não seja a pessoa correta para esse timing.

Vai ver a pessoa que seria perfeita até já apareceu, mas você nem notou, ou notou mas não correspondeu. Ou a pessoa por quem você largaria tudo não correspondeu, mas dois meses depois estava fazendo a viagem de ano novo que vocês tinham comentado com outra pessoa. Timing é muita coisa, mas não é tudo. Às vezes, é mais sobre manter a cama aquecida do que sobre passar a vida junto; às vezes, é o caso de acreditar em almas gêmeas, em amor à primeira vista, em gente feita uma para a outra.

Não é meu caso; só acredito em timing.