Listinhas
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Listinhas
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Listinhas
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

Giovana Penatti
há 5 meses1.2k visualizações

Tempo é uma coisa muito relativa. Ainda que faça muito tempo da chegada dos portugueses ao Brasil, em 1500, já tinha muita coisa acontecendo no tal Velho Continente - e por aqui também, apesar de, infelizmente, não termos tantos registros. Considerando o ano de 1500, o Brasil é um país muito novo, e contemporâneo de diversas coisas históricas que parecem ter acontecido em um tempo totalmente diferente. Olha só:

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

1. Idade Média

A Idade Moderna, marcada pela queda de Constantinopla, tinha acabado de começar em 1500: isso aconteceu em 1453, apenas 47 anos antes.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

2. Joana D’Arc

A heroína francesa que lutou na Guerra dos Cem Anos, travada entre Inglaterra e França, morreu aos 19 anos, em 1431, menos de 70 anos antes do descobrimento.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

3. Santa Ceia

A primeira obra prima de Leonardo Da Vinci é de 1498 - ou seja, dois anos antes da chegada dos portugueses ao nosso litoral. Enquanto os portugueses chegavam aqui, as artes europeias eram guiadas pela Renascença.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

4. Golfe

O golfe foi criado no século XV, na Escócia. Antigo, né? Em 1457, ele chegou a ser proibido no país por ser considerado mais uma distração que um divertimento.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

5. Terra no centro do universo

Nicolau Copérnico, criador da teoria do heliocentrismo, que colocava o Sol no centro do universo, viveu de 1473 a 1543. A teoria foi publicada após sua morte, no mesmo ano, mas ele passou algumas décadas desenvolvendo-a. Em 1500, Copérnico observou um eclipse lunar em Roma, que foi parte de seus estudos.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

6. Inquisição espanhola

Iniciada em 1478, 22 anos antes do descobrimento, a Inquisição Espanhola durou 356 anos, até 1834 - para ter uma ideia, a Revolução Farroupilha começou em 1835.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

7. Cidade Proibida

Com 980 prédios e ocupando uma área de 180 acres, a construção da Cidade Proibida, palácio imperial da China, foi concluída em 1420 pela dinastia Ming.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

8. Macchu Picchu

Estima-se que Macchu Picchu tenha sido construída em 1450. O império Inca, fundado por Pachacuti, que foi o Sapa Inca que construiu Macchu Picchu, é de 1438.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

9. Império Asteca

Outro império latinoamericano teve seu auge nessa época: o império Asteca, entre 1440 e 1469. A chegada de Cristóvão Colombo ao continente foi pouco depois disso, em 1492.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

10. Universidade Nacional Maior de São Marcos

É a universidade mais antiga das Américas e foi fundada em 1551 em Lima, no Peru. Já a universidade mais antiga do Brasil foi fundada em 1912, começou suas só atividades em 1913 e é a Universidade Federal do Paraná.

10 coisas mais ou menos contemporâneas ao descobrimento do Brasil

7 motivos para conhecer a série Broad City

Giovana Penatti
há 5 meses1.6k visualizações
7 motivos para conhecer a série Broad City
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Broad City é uma daquelas séries que, se te perguntarem a sinopse, vai parecer a coisa mais chata e batida do mundo: é a vida de duas amigas que moram em Nova York. Mas a série não tem nada de chata e nem de batida por causa das tais duas amigas, Abbi e Ilana, e das coisas que acontecem com elas.

Para te incentivar a dar uma chance para essa série quase desconhecida, mas que merece ter mais fãs, olha 7 motivos para assisti-la:

1. Garotas no comando
Broad City é inspirada na vida das criadoras, Abbi Jacobson e Ilana Glazer. Também são elas que estrelam, mas já deram entrevista falando que, na série, são personagens mesmo; elas não são como a Abbi Abrams e a Ilana Wexler. Ah, a série também tem outra grande comediante como produtora: Amy Poehler.

2. Grande elenco
Além da própria Amy, que faz uma ponta na série, há outras personalidades da comédia americana no elenco, como Hannibal Buress, que faz parte do elenco recorrente. Entre os nomes que já passaram pela frente das câmeras, estão Seth Rogen, Whoopi Goldberg, Cynthia Nixon, Adam Levine, Vanessa Williams e até Hillary Clinton.

3. Tom do humor
O humor de Broad City parece muito com o da vida real: é rápido, imprevisível e sagaz. Não vai te fazer morrer de rir o tempo todo, mas toda gargalhada vai ser completamente sincera. E, pode apostar, algumas falas vão virar parte do seu vocabulário - yas queen!

4. É como eu e você
As coisas que acontecem com a Abbi e a Ilana se parecem muito com situações da vida real, mas passam longe de clichês. São coisas quase comuns, mas elas vão um pouco além, beirando o nonsense, e é aí que está a verdadeira graça da série.

5. Ou talvez seja eu e você
Assim como as situações, as personagens também são extremamente relacionáveis - no fim do primeiro episódio, você provavelmente já vai ter se identificado com alguém na série e nomeado outros amigos como outros personagens também.

6. No YouTube
Broad City foi, originalmente, uma websérie, e ainda está disponível no YouTube; as meninas começaram a fazer para enviar o link para seus pais e mostrar que, sim, elas estavam aprendendo algo no curso de comédia em Nova York, apesar de não conseguirem trabalho como comediantes. Os episódios são bem curtinhos e foram filmados de uma maneira bem tosca, mas alguns serviram de inspiração para a série no Comedy Central e podem servir como amostra da série.

7. Binge watch!
Cada episódio tem uns 20 minutos, ou seja, dá para assistir vários de uma vez. E, como a quarta temporada está sendo produzida e só estreia em agosto, tem tempo suficiente para você assistir tudo - e pelo menos umas três vezes ;)

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TheRealGiovana
caçadora de histórias