Listinhas
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Listinhas
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
Listinhas
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

5 blocos do carnaval paulista que são bloco, mas são protesto

Giovana Penatti
há 8 meses159 visualizações

Mas é bloco ou protesto? Ué, é bloco, mas é protesto, mas é bloco, mas é protesto! Afinal, Carnaval é liberdade, arte e expressão e essas coisas têm tudo a ver com se posicionar. Veja alguns dos blocos de São Paulo que são folia, mas também são engajados:

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
5 blocos do carnaval paulista que são bloco, mas são protesto

Baixo Augusta

Um dos maiores blocos de São Paulo, neste reuniu mais de 350 mil pessoas na Consolação e veio com a mensagem de que a cidade é do povo, a rua é para ocupar e o Carnaval é alegria e liberdade. Além do posicionamento claro nas redes sociais, foi responsável por um mural pintado pela artista Rita Wainer próximo à Praça Roosevelt e a rainha do bloco, Alessandra Negrini, foi com uma fantasia que fazia referência à criação do Parque Augusta.

5 blocos do carnaval paulista que são bloco, mas são protesto

Bloco Soviético

No ano em que a Revolução Russa faz 100 anos, o Bloco Soviético desfilou no pré-Carnaval com uma marchinha direcionada ao prefeito João Doria. Na letra, "não acredito que elegemos esse cara/se veste de operário/e nunca foi no Jabaquara". Outras músicas fazem referência à Revolução Russa e aos levantes populares, como "A luta continua, tome as ruas pra causar" ou "Reaça escravocrata saiu na passeata/Mas que delícia/iê iê iê iê iê iê/Selfie com a polícia".

5 blocos do carnaval paulista que são bloco, mas são protesto

Pilantragi

Neste ano, o bloco da festa Pilantragi, que já é connhecida por ser super good vibes, inclusiva e livre de julgamentos e preconceitos, trouxe o tema "Amor sim, Homofobia não!". O desfile foi no domingo pré-Carnaval e, cheio de cores, atitude e liberdade, ele foi considerado um dos melhores blocos que a cidade recebeu neste ano até agora!

5 blocos do carnaval paulista que são bloco, mas são protesto

Minhoqueens

Voltado para o público LGBTQ, o bloco sai no sábado de Carnaval do Laargo do Arouche, no Centro de São Paulo, e conta com a participação de personalidades da cena. Neste ano, a atração principal será a MC Xuxu, mas o bloco também recebe drag queens conhecidas e outros performers, além do público - montadíssimo - para celebrar o amor e a diversidade.

5 blocos do carnaval paulista que são bloco, mas são protesto

Me Ocupa Que Sou Da Rua

Esse bloco desfila no sábado de Carnaval, a partir das 23h, na Praça Ramos de Azevedo, e vai madrugada adentro - uma excelente oportunidade para ocupar o Centro de São Paulo em um horário em que ele costuma ficar abandonado. Na marchinha deste ano, mais um protesto contra a gestão Dória: "vem grafiteiro, vem sem teto/sambando na cara do Dória". Outro ponto legal é que as camisetas do bloco são produzidas pela Retro's Vest, uma cooperativa de economia solidária de mulheres.

Como é o Carnaval em 5 países

Giovana Penatti
há 8 meses163 visualizações

Por aqui, já estamos em clima de folia desde que acabou o Réveillon. Mas, oficialmente, finalmente chegou o Carnaval!

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Apesar de ser um feriado que remete imediatamente à festa brasileira, o Brasil não é o único país a celebrá-lo, nem foi o que inventou - há diversas origens discutidas sobre de onde veio o Carnaval, remetendo até à Grécia Antiga e à Idade Média.

Mas esse é assunto para outro post! ;) Neste, vamos falar de como o Carnaval é celebrado em 5 outros países. E você provavelmente vai perceber que tem muitas semelhanças com as nossas festas.

1. EUA

O Mardi Gras é uma festa super tradicional de Nova Orleans, com desfile de carros alegóricos que jogam brindes para os foliões, máscaras, os famosos colares de contas coloridas e muita, muita festa. Ela também acontece em outras cidades e países na mesma época.

Como é o Carnaval em 5 países

2. Itália

Veneza tem um dos Carnavais mais antigos e tradicionais do mundo, começou como uma festa dos nobres, mas, hoje, é muito mais democrático. É conhecido principalmente por causa das máscaras e dos vestidos longos, que cobrem o corpo todo; não à toa, a sensação é de um baile de máscaras na rua. Mas também há festas super luxuosas em palácios antigos.

Como é o Carnaval em 5 países

3. Equador

Nas cidades de Guaranda e Ambato é tradicional a Fiesta de las Frutas y de las Flores, que traz carros alegóricos decorados com flores e frutas, que formam diversas esculturas coloridas e desfilam junto com passistas de todas as idades. Também ocorre, em comemorações, digamos, menos oficiais, brincadeiras como jogar bexigas e baldes de água ou farinha nas pessoas.

Como é o Carnaval em 5 países

4. Guiné-Bissau

Levado ao país pelos portugueses, o Carnaval de Guiné-Bissau tem uma identidade própria e une toda a diversidade cultural das etnias que compõem o país. Assim, o país tem 4 dias de diversas manifestações, incluindo danças e músicas típicas e muitos rituais religiosos, que têm um desfile na avenida principal e vários outros menores espalhados.

Como é o Carnaval em 5 países

5. Eslovênia

Na cidade de Ptuj, o Carnaval esloveno celebra a antiga tradição pagã. Na Eslovênia, há feiras e exposições que mostram a cultura de outras regiões do país, além dos desfiles, que contam com a presença de pessoas fantasiadas como o montro kurenti, para espantar o inverno; uma segunda parte invocando a fertilidade na primavera; e uma última parte, composta por diversas fantasias, com objetivo de divertir os foliões. Na Quarta-Feira de Cinzas, enterra-se o pust, um boneco que simboliza todos os males.

Como é o Carnaval em 5 países
Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
TheRealGiovana
caçadora de histórias