CIÊNCIA

Você tem lavado a louça com algo mais sujo que sua privada?

Giovana Penatti
Author
Giovana Penatti
Você tem lavado a louça com algo mais sujo que sua privada?

A resposta é: provavelmente. Dependendo da frequência com a qual você troca a esponja, as chances dela apresentar mais riscos para sua saúde do que sua privada são grandes.

O fato de que esponjas de lavar louça são cheias de micróbios não deve ser novidade, mas um estudo recente aponta que as bactérias presentes nelas podem ser realmente perigosas. Foi feita uma análise em 28 amostras, tiradas de 14 esponjas, e o resultado foi a descoberta de que há muito mais tipos de bactérias nelas do que se imaginava.

Isso porque a cozinha é um lugar agitado: a família toda passa por ali, trazendo sujeira da rua, além de ser o lugar de manipulação de diversos alimentos e utensílios para cozinhar. Une-se esse cenário a uma superfície quentinha e molhada, que ainda traz alguns restos de comida, e está feito o ambiente perfeito para a proliferação das bactérias.

O mais alarmante está no fato de que 10 dos tipos mais comuns de bactérias encontradas têm alto potencial de causar doenças, como infecções por estafilococos e faringite.

E qual a solução? Há quem defenda que ferver as esponjas pode matar as bactérias, mas isso também foi refutado pelo estudo: cerca de 60% dos micro-organismos são eliminados dessa forma - e as que sobrevivem se proliferam, gerando bactérias mais resistentes. Já quando as esponjas estão novinhas quase não há bactérias. 

Ou seja, para evitar lavar sua louça com algo mais sujo que sua privada, é só trocar a esponja toda semana.

Com informações: Business Insider