POLÍTICA

Atmosfera da Nação

Alex Gutenberg
Author
Alex Gutenberg

Aprenda a lidar com corporações

Quem manda no mundo são as satânicas corporações. Ponto final. O brasileiro acaba de descobrir sobre elas, na imagem da JBS que se tornou uma tremenda corporação graças ao dinheiro de nossos impostos, emprestados pelo Lula, tirando do BNDES a juros japoneses. "Toda grande fortuna foi formada a partir de um grande crime" - Honoré de Balzac.

No gráfico abaixo, é possível entender quais são essas corporações e quais empresas elas compreendem. Os presidentes dessas empresas, são capachos dos conselhos, e ora picaretas, ora globalistas, defendem a tese furado de que procuram o bem-estar das pessoas. Mentira da pior espécie. Corporação procura única e exclusivamente o lucro incessante, na base do custe o que custar, mesmo que as pessoas morram por causa disso. Elas precisam se justificar para o conselho das mesmas e para os acionistas.

Lembram-se do Exxon Valdes? Lucro, lucro sem manutenção que geraria despesa e diminuiria a lucratividade. A Toyota, uma empresa de renome, clássica, vira e mexe está nos jornais anunciando re-call deste ou daquele modelo, de novo, falta de controle de qualidade, de manutenção, ora por causa de um item de segurança, ora por causa de defeitos gravíssimos. A Ford americana andou fazendo recall porque as picapes pegavam fogo. A Honda tinha problema nos freios. GM, Renault, Fiat, todas elas empurram produtos de qualidade duvidosa a preços astronômicos ao consumidor. O carro, brasileiro ou estrangeiro é ruim, mal feito, com material descartável, para durar três anos, se tanto. Outro ponto é o combustível. No Brasil é adulterado e pronto. Pior, é adulterado oficialmente com cerca de 30% de etanol na gasolina. Fora a quantidade de agua que os intermediários colocam no processo. Tudo isso destrói o motor do automóvel.

Sobre limpeza e comida

Minha ex-mulher trabalhava para a Unilever, a pior de todas. Ela era do marketing do setor de produtos de limpeza. Ela dizia que havia reuniões e mais reuniões para diminuir os custos do Omo, sIm, o famoso sabão em pó Omo estava com problemas. Tentaram de tudo, até uma embalagem de plástico, muito popular na Argentina. Não deu certo. Aí o diretor da área disse que a pressão era muito grande e resolveram diminuir o principio ativo do OMO, uma fórmula secreta que no passado compunha 30 por cento do produto. Hoje está abaixo de 10 por cento. A qualidade desceu, o preço subiu e, como dizem os estrategistas de marketing, a gente conserta tudo nos comerciais, a publicidade salva.

Minha ex também me contou de outros setores da Unilever, onde amigos e amigas trabalhavam. O famoso bombom Sonho de Valsa, que no passado era uma delícia, graças ao recheio que era feito de leite de condensado, hoje é composto de gordura trans com açúcar. Vá experimentá-lo e confirme. O Sonho de Valsa perdeu a graça. Assim como os sorvetes da Kibon, sucesso na minha infância e juventude. Hoje, é muita gordura trans, muito açúcar e quase nada de frutas. A Unilever é o Satanás. Não tem um produto dela que preste.

Lembram-se da Brastemp? Nossa,que empresa! E o case "mas não é uma Brastemp" ---> todo mundo achava o máximo. E os produtos da empresa eram realmente de primeiríssima qualidade. Eu andei jogando basquete e tênis pelo VW Clube num tempo passado, e me lembro que passava em frente a Brastemp em São Bernardo do Campo. Era uma empesa e tanto!! Orgulho de todos. Foi vendida, entrou para uma corporação. Colocou o demônio nos produtos. De vez em quando eu ouço falar em Brastemp.

E vou falar, corporações, todas elas, perderam a noção de qualidade e de como oferecer bons produtos para as pessoas. O dono da Panasonic, Sr Nakajima, era um sujeito de primeira ordem. Criava e fazia produtos de primeira qualidade. Os funcionários o amavam tanto, pois ele tratava todo mundo bem (bônus e divisão de lucro antes disso se tornar moda) que fizeram uma vaquinha para construir um busto dele, antes dele morrer!! Está la na entrada da sede da Panasonic no Japão. Muito bem. hoje, a Panasonic é uma desgraça. Tenho um micro-ondas de aço, pois eu moro na praia. Não adianta. O micro-ondas enferruja. Hahahaha. Sim, enferruja. Já foi para a assistência técnica, dentro da garantia umas duas vezes. Não adianta, volta pintado, com banho de metal, sei lá, depois de duas, três semanas, a ferrugem volta.

A Panasonic se prostituiu. E a Sony que tinha os melhores walkman do mundo? Discman!! E os Notebooks? ~Excelentes Vaios. Foi pra cucuia. A Sony entrou num esquema estranho de corporação e vendeu algumas marcas, manteve outras, difícil de entender a estratégia.

Ah, corporações. A Samsung. Esperava mais dos coreanos, mas parece que o presidente da empresa está ou vai ser preso por corrupção. E o tablet Samsung que pega fogo? Outro dia uma amiga me disse que o jeans Levi's que ela trouxe dos EUA descosturou. É o fim do mundo. Até vc Levi's?? bem, a lista é enorme, posso passar a noite inteira falando sobre corporações, produtos ruins, roubalheira, enganação do povo, tudo por causa do lucro.

Apenas para que vocês não esqueçam. Sadia, Perdigão, Seara e outras empresas pequenas, matadouros menores que fornecem para JBS Friboi, tudo é parte de uma corporação brasileira. Todos picaretas. Todos os produtos não passam por qq controle de qualidade sério. Num país sério, mais gente iria para a cadeia. OS CEOs todos estariam presos. Enfim, os brasileiros precisam saber lidar com as corporações. Se as gringas, fiscalizadas e sob leis rigorosas, conseguem enganar o povo, imagine no Brasil. Corporações mandam na sua vida, todos os dias, é preciso fiscaliza-las, enquadra-las, pressiona-las o tempo todo.