50 litros em 5
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
50 litros em 5
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
50 litros em 5
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Amanda Previdelli
há 2 anos20 visualizações

Cada mês tem suas vantagens <3

Que tal um mochilão de janeiro a janeiro? Ou então vai tirar férias em setembro e não sabe quais os melhores destinos nesse mês? Confira aqui alguns dos melhores lugares do mundo para viajar em cada mês do ano - uma mistura de preço bons, temperatura gostosa e eventos únicos. Porque navegar é preciso <3

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

1. Janeiro: México

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

O primeiro mês do ano é complicado. Onde quer que você vá, é provável que seja alta temporada, o que significa preços mais caros, lugares mais lotados. Exceto Cancun. Cancun tem ~high season~ dependendo da galera que vai curtir aquelas viagens de formatura por lá. Ou seja: não é em janeiro. No primeiro mês do ano, faz calor, mas nada absurdo e também chove pouco. De quebra, o país ainda tem mil outras coisas a oferecer além da praias paradisíacas.

2. Fevereiro: Marrocos

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Começo do ano é uma ótima época para fazer uma viagem mais introspectiva ou até espiritual. No Marrocos, há ótimas opções de retiros (alguns de Yoga muito legais em Marrakech), passeios em paisagens maravilhosas e gastronomia diferente e gostosa. De quebra, Fevereiro por lá faz um calor bom de dia e friozinho agradável à noite.

3. Março: Canadá

Uma chance de ver neve sem morrer (tanto) de frio. Neste mês, Montreal tem uma boa faixa de preços de hospedagem. E o Canadá é berço de algumas das maiores belezas naturais do planeta.

4. Abril: França

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Um pouco antes de começar a chegar a galera do verão, e ainda em tempo de ver a belíssima Paris na primavera. Não tem tempo melhor para conhecer a cidade da luz e de quebra ainda aproveitar um clima gostoso no sul francês.

5. Maio: Quênia

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Perfeito para você que sonha fazer um sáfari na África. Maio é o fim da época chuvosa, e um dos melhores meses para fazer a viagem para lá em relação ao custo/benefício. Paisagens secas ajudam na visualização de animais selvagens, mas o país verde é uma beleza para os olhos - fora que é nessa época que nascem a maioria dos filhotes.

6. Junho: Rússia

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Esse é o mês perfeito para aqueles dias longos e o tal do "sol da meia noite" que acontecem no norte do continente europeu. São Petersburgo, uma cidade toda colorida, fica especialmente bonita - e dá para curtir aquele friozinho sem morrer.

7. Julho: Santa Lúcia

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Ah, o Caribe! Julho em Santa Lúcia tem preços muito menores, dá até para ficar em resorts chiques sem gastar todo seu INSS. E julho ainda é mês de Carnaval na ilha paradisíaca - como a gente, eles enchem as ruas de músicas e dança.

8. Agosto: Brasil

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Ou, mais especificamente: Rio de Janeiro. Pelo menos se estivermos falando de 2016, ok? Ano de Jogos Olímpicos na cidade maravilhosa. Tendo ingressos ou não, não tem nem discussão. Rio é o lugar para se estar.

9. Setembro: Argentina

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Depois de se esbaldar com os cariocas, hora de se socializar com os hermanos. Buenos Aires está ficando menos fria depois do inverno e dá até para ver aquelas folhas lindas amarelas do outono. Também não é mais alta temporada de julho, os preços estão mais acessíveis.

10. Outubro: Turquia

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

A costa não está tão lotada quanto no alto da temporada, o mar é quente e maravilhoso e os preços são acessíveis. Istambul, a bela não-capital, tem temperaturas boas para o tanto de caminhada que você vai fazer.

11. Novembro: Estados Unidos

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Nova York e New Orleans são maravilhosas nessa época pré-Natal. De quebra, você ainda pode conhecer a tradição americana do Thanksgiving e chorar lágrimas de dólares com os descontos da Black Friday. Para quem gosta de belezas naturais: os parques Yellowstone, com árvores centenárias e o incrível Grand Canyon também são boas opções no país.

12. Dezembro: Camboja

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Com umidade relativamente baixa no último mês do ano, essa é uma boa época para visitar o belo país asiático. Templos emocionantes e praias paradisíacas são parte da paisagem no lugar. O vizinho Laos também tem boa temperatura em dezembro, dá para aproveitar para conhecer Luang Praband.

Se você é mais do tipo que quer um "Natal de neve", vale a pena conhecer a linda Viena, na Áustria. O leste europeu é tipicamente menos caro que seus colegas ocidentais, mas com tanta beleza quanto. E neve.

Os melhores lugares do mundo para viajar em cada mês

Wie geht's?

São só algumas sugestões, muitos países têm atrações incríveis o ano todo e encantam de maneiras diferentes em diferentes estações. <3

Ah, só vale lembrar, independentemente da época do ano: Bahia

E, sempre que precisar poupar uma grana, segue dicas:

#viagem #trip #dicasdeviagem #viajaprevidelli #melhoresdestinos

Curitiba-Morretes-Antonina: minha primeira viagem de trem

Amanda Previdelli
há 2 anos14 visualizações

Da primeira vez que vi a Serra fiquei sem ar. Da segunda, terceira e quarta também. Descer esse monumento natural de trem foi um exercício de humildade. Você pega o trem em Curitiba junto com mais centenas de pessoas. Lugar marcado. Fui sozinha, meu banco era só meu (só existem casais no mundo?). E desci para Morretes. Quer dizer, peguei o túnel do tempo com o destino à felicidade Morretes.

Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸
Curitiba-Morretes-Antonina: minha primeira viagem de trem

Lá, tomei cerveja gelada ouvindo gaita. E depois comi umas balas caseiras ouvindo música típica italiana. Dava para ficar uma vida inteira entre uma bola de sabão e aquele arco-íris que faz a bomba d'água no lago.

Mas o melhor ainda estava por vir. Porque o melhor de uma cidade, para mim, são sempre as pessoas.

De Morretes, depois do barreado, aquela comida que desafia a gravidade, foi a vez de Antonina. Cidade pequena, uma igreja com um mirante. E eu precisava era fazer xixi depois das cervejas à beira-rio.

Curitiba-Morretes-Antonina: minha primeira viagem de trem

Em busca de um banheiro, entrei no que parecia ser um daqueles restaurantes de cidade pequena que têm um feijão quase tão bom quanto o de casa. Não era um restaurante. Era uma casa lindamente decorada, com pé direito alto, móveis espaçados e um estilo rústico. Achei que fosse uma loja de móveis ou uma loja de decoração. Fui - e não minto aqui - dando passos para trás, numa marcha ré envergonhada. Não era uma loja de móveis nem tampouco uma loja de decoração.

Lá do fundo do quintal, sentados em uma mesa comprida de madeira, os donos do grito "pode entrar". E eu já pedindo desculpas, perdão, foi mal, flw vlw. Mas a vontade de ir ao banheiro falava mais alto que a vergonha, como é sempre na vida.

- Desculpa, eu achei que fosse um restaurante, estava procurando um banheiro. Será que posso usar o seu toalete um minutinho só?

Uma senhora simpática que só ela levantou e me acompanhou até o lavabo da casa. Mostrou onde ficava sabonete, toalha, hidratante. Pediu que eu ficasse à vontade. Apaixonei. Saí do banheiro e fui agradecer os donos da casa. A senhora chamava dona Gemma. Perguntou de onde eu vinha, comentou sobre a solidão paulistana versus o aconchego de se ter uma casa em Antonina. Quis me mostrar a casa em Antonina. Como negar? E eu bem que queria conhecer. Não entendo de arquitetura, mas gosto.

As paredes eram da pedra original. É fria a casa? Não. No calor, refresca. No frio, aquece. Sobe a escada e esse é o quarto da minha filha, aqui no canto dormem as filhas dela. São duas. Crianças ainda. Umas gracinhas, olha as fotos delas aqui. Esse é o quarto da minha irmã. Viúva. A gente tenta trazê-la aqui o máximo possível. Faz bem pra alma, né? E esse é meu quarto. Sim, é bem grande. Ah, obrigada. Agora vem ver a varanda.

A varanda é linda. Com vista pro céu e pra água. Infinito azul. E ela faz questão que eu tire uma foto minha naquele ponto. O iPhone dificultou o processo. Tenta uma, duas vezes. A foto não sai. Eu peço para "deixar para lá". Ela bate o pé. Foi aqui que gravaram a novela! Tiramos a foto. Duas.

Na saída da casa dela, ainda no andar superior, na janela que tinha vista para a praça, peço mais um favor para a dona Gemma. O último. Posso tirar uma selfie com a senhora?

Curitiba-Morretes-Antonina: minha primeira viagem de trem

Dona Gemma e eu (não nessa ordem)

#viajaprevidelli #viajaprevidellipr #viagem #curitiba #paraná #antonina #morretes #viagemdetrem

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
aprevidelli
Jornalista