FILMES

A primeira vez que eu fui ao cinema sozinha

Amanda Previdelli
Author
Amanda Previdelli

Porque todo mundo tem que ter esse hábito

Minha escolha de filme poderia ter sido melhor

Pode não parecer para quem me conhece, mas sou uma pessoa muito tímida. Não sei ficar sozinha nos lugares, acho que está todo mundo me encarando. Sou daquelas que a amiga foi cinco minutos para o banheiro já colo o nariz no celular. Estou até melhorando, mas algumas coisas sempre foram especialmente difíceis.

Tipo ir ao cinema sozinha.

E, cara, ir ao cinema sozinho é uma experiência antropológica, além de simplesmente muito prática. Ninguém pode ir no horário que você pode? Vá sozinho. Tem umas três horinhas para matar e não sabe o que fazer? Cola no cinema. Por que não? Quem deu aos casais e grupos gigantescos de amigos o monopólio sobre as salas da sétima arte?

Pois é. Foi com esse pensamento super ~prafrentex~ que resolvi enfrentar meus medos e partir para uma sala de cinema. Lembro até hoje. Foi lá na Paulista, e o filme eleito foi "Amour", aquele francês super elogiado sobre um casal de velhinhos. Não sabia exatamente o que aconteceria no filme, mas né, vamo que vamo.

O problema é que eu não posso ver velhinho sofrendo. Por algum motivo ainda oculto, é a coisa que mais me deixa triste. Sabe galera que chora vendo cão com três patinhas? Sou eu elevado a vigésima potência com velhinhos sofrendo.

Aonde que esse filme é apropriado para crianças, minha gente?

E, bom, eu devia ter sido mais esperta. Primeiro que comprei um lugar bem no meião do cinema, toda pimpona. E cheguei cedo. Só. dava. eu. As pessoas que foram se acomodando ao meu redor, como se eu fosse um messias. Depois que o filme é triste, minha gente. Para quem sofre de empatia profunda com velhinhos, ele é mais triste ainda. Eu comecei a soluçar. Ficou feio. Comecei a fazer barulhos de choro.

Tive que me levantar e continuar chorando sozinha no fundo da sala.

Minha primeira experiência solo em uma sala de cinema foi absolutamente constrangedora. 

Imagens exclusivas de Amanda chorando (faltou o nariz escorrendo e a cara toda vermelha e inchada - não é um choro bonito, gente)

Mas o importante é você aprender com os seus erros. Na próxima sessão, eu já era uma pro: comprei minhas pipocas de buenas, refri, até uns m&m's porque quem não tem namorado tem chocolate, sentei no canto e fui curtir muito um filme de comédia. Pequenas vitórias!

Medos superados:

ir ao cinema sozinha - check 

:)

#cinema #filme