De todos os dias
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
De todos os dias
1BB34097-F786-44E7-9A1A-E8A05C0914DB
Burger
De todos os dias
ic-spinner
Todo mundo tem uma história para contar
Encontre as melhores histórias para ler e autores para seguir. Inspire-se e comece a escrever grandes histórias sozinho(a) ou com seus amigos. Compartilhe e deixe o mundo conhecê-las.

O aplicativo que ajudou minha mãe a largar o cigarro

Amanda Previdelli
há 2 anos35 visualizações

Porque se ajudou a minha mãe, pode ajudar você também

O aplicativo que ajudou minha mãe a largar o cigarro
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Essa é a minha mãe (foto roubada do facebook, espero que ela não veja rs). Ela tem mais de 50 anos e menos de 60 (idade não será revelada). A maior parte da vida dela ela fumou. Sim, ela sabe que fumar faz mal, causa câncer, além de mil outros problemas. A questão é que na época que ela começou a fumar, nada disso era falado. Era só muito ~cool~ ficar com um cigarro em mãos. E minha mãe era (é) cool. Só que o tempo passa, a vida nos dá uns sustos e ela, como muitos da geração cool, decidiu parar de fumar.

Até aí, maravilha. Só que ela decidiu parar uma, duas, três, quatro... mil vezes. Largar o cigarro não é fácil. Tem a questão do vício químico, e tem a do vício social, do hábito, do costume de por trinta anos. O que você consome todos os dias sem falta por vinte anos? Se bobear, nem água, nem comida. Cigarro, sim. 

Mas no esquema ano-novo-vida-nova (só um pouco antecipado, porque ela parou de fumar no dia 27 de dezembro, se não estou enganada) minha mãe foi parar o cigarro de novo. Ela já tinha usado remédios antes, anseolíticos, antidepressivos, toda sorte de drogas pra largar a droga. Tentou um novo, mais gradativo, mais leve e com dois meses no máximo de duração. Como estamos nesse lindão de século XXI e minha mãe é toda tech-savvy , ela mesma encontrou um aplicativo que vem ajudando demais e me impressionou bastante (quero algo do tipo para começar a fazer exercícios ou largar o vício em açúcar!).

Chama Quit Now:

(tem versão em português, também!)

O aplicativo te traz lembretes diários que não são negativos e nem te remetem ao vício. Nada do tipo "não fume hoje" ou "esqueça aquele cigarrinho pós almoço". Isso é ruim, isso não ajuda. Isso é tão desserviço quanto virar para um ex-fumante e lançar um "você sente falta do cigarro?". Gente, claro que ele sente! Não precisa ficar jogando na cara.

O aplicativo que ajudou minha mãe a largar o cigarro

Os lembretes são positivos: parabéns, você está há x dias sem fumar, agora você tem a capacidade pulmonar de um fumante, agora você já pode sentir os gostos das coisas de novo (esse deixou minha mãe super feliz), você já poupou x reais (o usuário coloca no app informações sobre quantos maços fuma por dia). Uma coisa bem sensacional. Dá para ver o quanto isso ajuda a minha mãe.

Tem também um fórum onde outras pessoas que estão na sofrência como ela também podem conversar, compartilhar dicas e sofrimentos. Não sabemos o motivo, mas essa função não está rolando para ela, mas ela consegue ler os posts dos outros, o que já ajuda bastante. Ela não está sozinha nessa.

E devo dizer que animou bastante nosso grupo de whatsapp da família. Agora, volta e meia recebemos mensagens totalmente aleatórias "um mês sem cigarro!" ou "gente, já sinto cheiros!". Estamos todos apoiando muito.

O próximo é você, pai:

O aplicativo que ajudou minha mãe a largar o cigarro

#cigarro #saúde #quitnow #apps #tecnologia 

9 coisas que fazem eu me sentir bem instantaneamente

Amanda Previdelli
há 2 anos32 visualizações

Porque ninguém merece ficar na bad em pleno verão

9 coisas que fazem eu me sentir bem instantaneamente
Colaborar com amigos em assuntos que você ama
Pedir coautoria ▸

Um dia desses eu estava triste-tristinha e fui numa moça especializada em casos como o meu – de pessoas tristes-tristinhas. A moça era incrível. Ela me deu umas dicas bem legais. Pediu para eu fazer uma lista de coisas que me deixavam feliz, e que eu fizesse todas as coisas dessa lista. Pensei em algumas, mas doida compulsiva que sou, fui também para a internet buscar "coisas que fazem as pessoas felizes". Segue uma lista rápida daqueles itens que são fáceis e possíveis de fazer sem nem sair de casa (alguns). Sabe praqueles dias que você brigou com a família, o trabalho foi estressante, o crush visualizou e não respondeu ou que você lembrou do final de "A Culpa é das Estrelas?". Então. Segue.

1. Tomar um banho gelado (e depois quente) 

Dizem por aí que tomar ducha gelada é uma coisa ótima para o corpo. Ajuda a acordar, acelera o metabolismo e até libera umas endorfinas. Funciona para quando for de manhã e você ainda tem todo um dia para viver. Se for de noite, prefiro o banho quente, e desculpe a mordomia, mas à luz de velas, até com uma música tocando. Tiro e queda para melhorar o meu humor.

2. Tomar um chá "revigorante" 

"Sim, por favor."

Faço chá gelado de hibisco, limão e gengibre. De vez em quando coloco outras coisinhas para dar aquela acelerada no cuore.

3. Comprar flores 

Quinta-feira é dia de feira lá na rua de casa. Em vez de sair para comprar chocolate e me entupir de açúcar (dá aquele rush depois rola abstinência pesada, sem contar a culpa), saio para comprar flores na barraca da esquina. Uma amarela, que é para ficar contente o ambiente, ou uma bem cheirosa. Aproveito para comprar umas frutas bem coloridas.

4. Me arrumar toda para ir a algum lugar simples 

Pode até ser para ir para tal da feira, ou para ir para o mercado. Admito que essa dica é batida, mas é porque ela vale bem a pena. Quando eu fico triste, parece que vai juntando uma bola de neve. Fico triste, me descuido, me sinto largadona, fico mais triste. Se tá rolando uma fossa, posso até me permitir a fossa com tudo que tenho direito (lágrimas, pijama, vinho branco, pringles, bis branco e netflix costuma ser meu combo), mas tem um limite. Depois de uns dois dias assim, já começo a entrar pesado nessa lista.

"Ai, meu deus, eu preciso de ajuda."

5. Fazer uma invertida 

9 coisas que fazem eu me sentir bem instantaneamente

Ok. Não precisa ser uma invertida se você não é muito da yoga. Mas fazer alguma coisa que te dê muito orgulho de fazer. Algo que você sabe que não é todo mundo que consegue. Correr 5k, escrever um conto, tocar violão, ser a musa do Karaoke, pintar o quadro. Sei lá, meu negócio é ficar de ponta cabeça (admito que tenho uma queda por Karaoke também), cada um sabe o seu. Aliás, exercício físico, daqueles que te fazem suar, é bem importante. Esse foi recomendação da médica, mesmo. Diz que suar (e dar risada) é o melhor remédio.

6. Desapegar das coisas que me fazem mal 

Tá a maior modinha esse negócio de #gratidão nas redes sociais, né? Virou uma maneira de ostentar parecendo humilde em muitos casos. Mas o real é que praticar o que a galera está chamando de "mindfullness" ajuda. É tipo uma meditação, mas diferente. Rs. Em vez de focar naquilo que está te deixando triste, pense em três coisas pelas quais você é grata. Não passou na Fuvest? Seja grata por ter outra oportunidade ano que vem, meios para bancar um cursinho e por ser inteligente demais. Pensa no quanto vai amadurecer com isso. Levou um pé na bunda? Seja grata pelas suas amigas que te apoiam, pelas experiências pelas quais ainda vai passar na vida, pelas viagens que fez em 2015. E por aí vai. Sempre tem um lado bom nas coisas ruins e as coisas ruins nunca são o fim do mundo. Lembra que você vai sobreviver sim, senhora.

7. Chamar as amiga 

Uma rede de apoio, um abraço, uma companhia para ver um seriado na cama ou para te arrastar para balada no sábado. Isso faz toda a diferença. Mas olha, tem que sair. Ficar fechada em casa muito tempo só piora as coisas. Sair quando você está na bad é que nem tomar banho quando você era criança: no começo você não quer, mas você nunca se arrepende e acaba até ficando mais do que o planejado.

8. Criar (e seguir) uma lista/rotina 

Isso é uma coisa muito minha, mas que me ajuda demais. Eu crio uma lista de coisas que vou me orgulhar de ter feito ao final do dia, ou da semana. Tem de tudo, desde coisas rotineiras como ler o jornal, até coisas como ver um documentário por semana, assistir a um filme clássico por semana, estudar a língua que estou aprendendo no momento todos os dias… Mas tem que ser pouca coisa e coisas possíveis, se não não completar a lista vira mais uma frustração. Aí não dá.

9. Viajar 

9 coisas que fazem eu me sentir bem instantaneamente

#partiuColômbia

Preciso explicar? <3

#bemestar #felicidade #lifestyle #viagem #turismo #yoga #saúde

Você leu a pasta de história
Story cover
escrita por
Writer avatar
aprevidelli
Jornalista