HOLLYWOOD

Por que eu parei de assistir Grey's Anatomy (contém spoilers)

Amanda Previdelli
Yazar
Amanda Previdelli

Me perdoa, Shonda, sua maravilhosa

"É um lindo dia para arruinar vidas"

Eu assistia Grey's Anatomy e amava. Viciei na história da Meredith, morria de amores nas cenas românticas da segunda temporada. Mas aí comecei a perceber um padrão de sofrimento absolutamente inverossímil.  Todo final de temporada eu morria de chorar, chorava mesmo. E, gente, a vida já não é fácil, ficar de luto por causa de um personagem fictício não é uma boa.

O pior é que rola luto, mesmo. Você passa dias sofrendo porque aquele cara morreu. E não é só a pessoa morrer, é uma morte surpreendente, não conseguimos nos preparar e o mundo das personagens que ficam desmorona. Comecei a ficar deprimida sempre que isso acontecia. Denny, George... até o cachorro da Meredith teve que ser eutanasiado. Isso mesmo. Até o cachorro morre!

É só tristeza!

Mas o seriado, claro, é maravilhoso. Há anos e anos no ar, você se apaixona pelos personagens. Torce por eles, ama com eles, ri com eles e até se embebeda com eles. Eu seguia em frente. E Shonda nos apresentou com um casal que eu amei acompanhar. Mark e Lexie Grey. Eles eram difíceis, mas fotos; engraçados, sedutores, inocentes e charmosos. Eles me faziam felizes daquele jeito que só personagens fictícios podem fazer.

E aí isso aconteceu:

E depois eu fiquei sabendo que isso ia acontecer (fiquei sabendo pois depois que a Lexie morreu eu já parei de assistir):

Então tomei a decisão de largar a série. Só de escrever essas coisas já fico de luto tudo de novo por esses personagens. A vida já é difícil, não preciso ver pessoas que nem existem porém amo sofrendo desse jeito. 

Antes que achem que eu sou louca, o problema não é só o morrer. Afinal, eu assisto e amo Game of Thrones. Eu sei o que é sofrimento.

A diferença é que Game of Thrones se passa em um mundo diferente. Um mundo cercado por guerras, morte, um mundo inspirado no tempo medieval. Grey's Anatomy, não. Grey's Anatomy se passa nos dias de hoje, nos Estados Unidos. O que torna tanta fucking morte em um hospital (não dos pacientes, mas do médicos) uma coisa um tanto quanto inverossímil demais para o meu gosto.

Parece que foi feito só para sofrimentos. Quantas pessoas você conhece que já sofreram ou tiveram amigos próximos que sofreram acidentes de avião? E aí essa mesma pessoa também sobreviveu a um tiroteio dentro do lugar de trabalho, e viu a família inteira morrer um a um das causas mais bizarras? E teve que eutanasiar o cachorro com câncer? Tudo isso junto para a mesma pessoa. Quando isso acontece no mundo? Ou no mundo da classe média alta norte-americana? NUNCA. Todas essas mortes foram formas de reviver a série, trazer "buzz", ganhar audiência. Me recuso a colaborar com isso. Me recuso a negociar com terroristas (Shonda, sua terrorista maldita!). Acho totalmente desnecessário matar essa galera toda.

Por que eu parei de assistir Grey's Anatomy (contém spoilers)

Então larguei a série. Tive meus momentos de arrependida, claro. A Meredith e o Derek estavam super felizes. Tinham adotado uma filha, tiveram outro. Rumores que ela tava grávida do terceiro filho, sei lá. Fiquei tentada a voltar a assistir, sabe? Nem que fosse pelo respeito ao casal original, aquele que fez tudo começar e tudo valer a pena.

MAS AÍ ISSO ACONTECEU:

Sim. Ele morreu. Fiquei sabendo pelo surto generalizado que rolou nas minhas timelines. E, sádica que só ela, Shonda Rhimes ainda me fez ele morrer de ~morte cerebral~. Matou assim o mais amado neurocirurgião da tevê americana. Fiquei de lutinho mesmo sem ver a série há anos. Imagina se tivesse assistindo??

Por isso, sou totalmente contra esse seriado. De verdade. Não assistam. Caiam fora. Sejam felizes.

Mas, claro, prestigiem a Shonda. Ela é uma mulher, negra, forte e maravilhosa. Ela só faz protagonistas mulheres e fortes. Assistam Scandal.

Lacradora.

#scandal #greysanatomy #shondarhimes #tvseries #series #televisão